Após idas e vindas, Haddad enfim é oficializado como candidato do PT ao Planalto

Ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) é vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Fernando Bizerra Jr/EFE

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi oficializado como candidato do PT na corrida presidencial deste ano. O nome do petista foi aprovado por unanimidade pela cúpula da legenda, em reunião nesta terça-feira (11), em Curitiba.

O ex-presidente Lula escreveu uma carta destinada à executiva nacional do PT em que dá o aval para a candidatura de Haddad. Fora da eleição, Lula também afirmou que é vítima de injustiça, mas ressaltou a importância da continuidade do projeto político do partido.

A carta, lida pelo próprio Haddad, serviu para evitar qualquer resistência interna que pudesse haver dentro do partido contra o nome do ex-prefeito. Parte dos integrantes da legenda queria a prorrogação do prazo até 17 de setembro para anunciar oficialmente o candidato do PT.

Com base na Lei da Ficha Limpa, o Tribunal Superior Eleitoral barrou a candidatura do ex-presidente Lula no dia 1º de setembro e deu prazo de dez dias para o Partido dos Trabalhadores indicar um substituto. Lula está preso desde abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.

Reportagem, Thiago Marcolini