Autor de homicídio é preso com granada, arma, munições e cocaína

As Polícias Civil e Militar do Amazonas prenderam, durante ação conjunta deflagrada pelas equipes das instituições, Jonata Marinho da Silva, 22, conhecido como “Gigante”. Ele portava uma granada, uma pistola calibre 380, 20 munições de distintos calibres, além de nove trouxinhas de cocaína.

Durante os procedimentos na delegacia, o infrator também confessou a autoria do homicídio de Helliton Alexandre da Silva Costa, ocorrido no dia 13 de julho deste ano, por volta das 16h, na rua Mirra, bairro Jorge Teixeira, zona leste. O crime, segundo “Gigante”, foi motivado por brigas relacionadas ao tráfico de drogas entre facções que atuam no Estado. A vítima tinha 24 anos.

A prisão de “Gigante” aconteceu na manhã desta quarta-feira (25/7), por volta das 10h,na casa da namorada do infrator, na rua Jucá, segunda etapa do bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, efaz parte demobilização para elucidação de homicídios na capital, determinadapelo secretário da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Anézio Paiva.

No início da coletiva, o delegado-geral da Polícia Civil no Estado, Mariolino Brito, comentou sobre o resultado da ação de investigação montada pela instituição. “Nós iniciamos ontem a ação para investigarmos esses homicídios. Hoje nós vamos apresentar aqui o primeiro resultado, que foi um homicida localizado e,com ele,encontramos uma granada, arma, munições e drogas. É importante que as comunidades mais próximas auxiliem nos trabalhos da Polícia Civil e da Segurança Pública, pois é uma necessidade de todos”, enfatizou.
O delegado que coordenou a ação no local informou que as equipes policiais chegaram até o infrator após receberem denúncia anônima,informando que Jonata estaria em posse de uma pistola calibre 380 e seria autor de alguns homicídios ocorridos na capital. A autoridade policial explicou queas equipes imediatamente se deslocaram até o imóvel indicado e receberam a autorização para realizarem buscas no local.
Durante os trabalhos, os policiais apreenderam uma granada, dez munições de calibre 38 e uma munição de calibre 32, além de nove trouxinhas de cocaína. Ao longo das diligências, uma pistola calibre 380 também foi apreendida com uma criança de nove anos, do sexo masculino. O menino relatou que a arma foi entregue a ele por Jonata na intenção de despistar a polícia.
“Jonatare passou essa arma para que a criança a escondesse. O menino tirou o carregador, escondeu embaixo de um colchão na casa delee levou a arma de fogo para a escola. Diante disso, nos deslocamos até a casa da criança, onde constatamos que, de fato, “Gigante” havia passado a pistola 380 e as nove munições do mesmo calibrepara ela”, esclareceu o delegado que coordenou a ação.

Conforme a autoridade policial, a criança, aparentemente, sabia manusear a arma e informou que não recebeu nada por guardar a arma. No entanto, isso ainda será investigado. Segundo o delegado, após ser preso, Jonata confessou,ainda, que faz parte de uma facção criminosa que atua no Estado, e confirmou a autoria do homicídio de Helliton.

O comandante da Polícia Militar do Estado, coronel David Brandão, comentou sobre o trabalho feito em conjunto com a Polícia Civil. “A Polícia Militar continua com o serviço ostensivo nas ruas e ontem nós fizemos uma grande operação de saturação com integração do Sistema de Segurança que sempre tem bons resultados”, pontuou.

Flagrante: Jonata foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, posse de munição de uso permitido e tráfico de drogas. Além disso, o infrator será indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

FOTO: Bruno Zanardo/ Secom.