Bolsonaro atinge 30% do eleitorado, Ciro ultrapassa Marina e Meirelles sobe para 3%, aponta pesquisa BTG

© Reuters

O candidato do PSL Jair Bolsonaro cresceu nas pesquisas de intenção de voto: ele atinge, atualmente, 30% do eleitorado; contra 26% da pesquisa realizada no último dia 3. Os dados são da pesquisa BTG Factual divulgada nesta segunda-feira (10). Ciro Gomes manteve os 12% do eleitorado de uma semana para cá, mas as estatísticas são favoráveis ao candidato do PDT: a oponente Marina Silva caiu de 11% para 8%. Nesse cenário, Ciro Gomes disputaria o segundo turno com Bolsonaro. Agora, Marina está empatada com Fernando Haddad (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), que também possuem 8% das intenções de voto.

Outro destaque da pesquisa é o candidato Henrique Meirelles (MDB) que agora está empatado com João Amoêdo (NOVO) e Álvaro Dias (Podemos). Os candidatos alcançam 3% do eleitorado, cada um. Anteriormente, Meirelles aparecia nas pesquisas de intenção com apenas 1% dos votos, o que mostra um aumento significativo na posição do candidato ao Planalto.

Também estão empatados Cabo Daciolo (Patriota) e Guilherme Boulos (Psol), com 1% do eleitorado. Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram na pesquisa.

O perfil do eleitorado de Ciro Gomes é composto principalmente por homens acima dos 60 anos de idade que concluíram até a 4ª série. Já a maior parte dos eleitores de Bolsonaro são homens até os 24 anos, com ensino médio ou superior. Marina é a única candidata que tem eleitorado composto majoritariamente por mulheres: as eleitoras dela são 11% de todas as votantes ouvidas, enquanto apenas 4% dos homens escolhem a ambientalista.

Esses dados refletem o cenário estimulado, ou seja, em que o instituto fornece o nome dos candidatos. Já no cenário espontâneo, Bolsonaro fica em primeiro lugar com 26%, mas é Lula quem aparece logo atrás: o ex-presidente tem 12% das intenções de voto. O petista deve ser substituído pelo vice Fernando Haddad nos próximos dias, já que está preso em Curitiba (PR) por corrupção e lavagem de dinheiro.

No cenário espontâneo, o terceiro lugar fica com Ciro Gomes (PDT), com 7% dos votos. Com 3% das intenções de voto, estão João Amoêdo (NOVO), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Fernando Haddad (PT). A expectativa de transferência de votos de Lula para Haddad é de 32%, entre quem votaria com certeza em Haddad com o apoio do ex-presidente e quem aceita a possibilidade.

A pesquisa entrevistou dois mil eleitores por telefone e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Reportagem, Ana Luiza de Carvalho