Buraco com 1,5 metro de profundidade é encontrado dentro de cela de presídio em Manaus

Nesta quinta-feira (14), um buraco de aproximadamente 1,5 metro de profundidade foi encontrado dentro de uma cela do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). A estrutura seria utilizada para auxiliar na fuga dos detentos, segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Aparelhos celulares também foram encontrados, durante uma revista.

A Seap informa que a escavação mede 1,5 m x 60 cm e foi iniciada na cela 5 da ala 1, situada no pavilhão 1. No local, 17 detentos cumprem pena em regime fechado e, de acordo com o órçgoa, o buraco poderia ser usada na fuga dos presos.

Dentro da abertura, os agentes do Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen) encontraram sacos com barro e uma pá artesanal feita com calhas de afiação e ferro, retirados de traves. Ainda de acordo com a Seap, foram apreendidos sete celulares e 23 armas brancas feitas com ferro.

O material apreendido foi encaminhado ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). A Secretaria procura os envolvidos.