Camelô é preso por se passar por investigador e vender vagas de emprego na Delegacia Geral do AM

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas prendeu em flagrante o camelô Paulo Roberto Santiago Lucas, 56, por estelionato. Conforme o delegado Adriano Félix da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações, o homem se passava por investigador da Polícia Civil e vendia vagas de emprego na área administrativa da Delegacia Geral.

De acordo com a autoridade policial, o infrator solicitava das vítimas dinheiro no valor de R$430 para a pessoa obter a vaga. Segundo o delegado Adriano Felix, até o momento, quatro pessoas, vítimas de Paulo Roberto, formalizaram denúncia contra o infrator na especializada. Paulo Roberto foi preso na tarde de segunda-feira (11/6), por volta das 16h, no Avenida Eduardo Ribeiro, bairro Centro, zona sul de Manaus.