Campanha de Doação de Leite quer aumentar coleta em 15%

No ano passado, os Bancos de Leite Humano do país foram abastecidos com cerca de 212 mil litros de leite materno, distribuídos entre as Unidades Neonatais. Até a primeira semana de maio deste ano, os bancos receberam mais de 62 mil litros, vindos de cinquenta e um mil mulheres. Contudo, de acordo com a coordenadora das ações de aleitamento materno do Ministério da Saúde, Fernanda Monteiro, a quantidade de leite recebida ainda não foi suficiente.

“Hoje a gente não consegue responder à necessidade de todos os prematuros internados em uma unidade Neonatal. A nossa expectativa é que todos os bebês recém-nascidos internados em uma UTI pudessem receber o leite humano. O leite faz com que essa criança consiga sair mais cedo do hospital. Por quê? Porque os benefícios que o leite traz para essa criança ajuda uma criança se recuperar com a maior facilidade”.

Hoje, a Rede de Bancos de Leite consegue atender apenas 60% dos recém-nascidos prematuros e de baixo peso, internados nas Unidades Neonatais. Por isso, para conscientizar à população dos benefícios da doação do leite materno, o Ministério da Saúde lança nesta sexta-feira a Campanha de Doação de Leite que pretende aumentar a quantidade de doações em 15%. A campanha enfatiza a importância da doação de qualquer quantidade de leite. É o que reforça a coordenadora das ações, Fernanda Monteiro.

“Às vezes a mãe não tem a dimensão daquele pote que ela está doando o quanto que ele pode ser aproveitado por crianças. Então vou dar um exemplo simples: um pote, por exemplo, de 200 ml, pode alimentar até mesmo 10 recém-nascidos. Então às vezes a mãe fica [perguntando]: ‘- Será que a quantidade pequena?’. Toda quantidade é importante para quem vai receber”.

As doações feitas nos postos de coleta são encaminhadas aos Bancos de Leite que fazem a distribuição nas unidades de internação neonatais. Para doar, basta estar saudável e procurar o posto de coleta por meio do número 136 ou acessar saúde.gov.br/doacaodeleite.

Reportagem, Aline do Valle