Campanha ‘Troco Solidário’ é lançada em quatro superatacados

A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), em parceria com a Fundação de Apoio ao Hemoam Sangue Nativo (FSN) e com o apoio do Nova Era Superatacado e da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), lançou, nesta quinta-feira (21/6), a nova fase do projeto “Troco Solidário”. O objetivo da campanha é arrecadar doações espontâneas para a construção do Hospital do Sangue.

O troco é depositado em uma conta bancária administrada pela FSN e auditado pela Sefaz-AM. O lançamento foi realizado no Nova Era Superatacado do bairro Tarumã, localizado na avenida Torquato Tapajós, 2.871, zona oeste de Manaus. Os estabelecimentos ficam localizados nos bairros Monte das Oliveiras, Tarumã, Jorge Teixeira e Compensa.

O diretor-presidente em exercício do Hemoam, Rodrigo Leitão, explica que a contribuição é feita de forma prática no momento do pagamento dos itens no caixa. “O funcionário da rede de supermercado irá sensibilizar o cliente para que ele, de forma espontânea, possa contribuir com a campanha”.

Crédito, débito ou em espécie – A primeira etapa da campanha foi lançada em outubro do ano passado em parceria com a rede de supermercados DB e arrecadou aproximadamente R$ 133 mil nas 23 unidades do supermercado, uma média mensal de cerca de R$ 14 mil. Nesta etapa, em parceria com o Nova Era Superatacado, o consumidor poderá deixar o “Troco Solidário” por meio das compras nos cartões de crédito, débito ou em dinheiro em espécie. Com a nova parceria, o número de estabelecimentos participantes aumenta para 29.

A coordenadora administrativo-financeira da FSN, Ericka Rodrigues, ressalta que o objetivo da instituição é aprimorar a campanha para que ela se consolide como um projeto contínuo. “A população pode acompanhar mensalmente por meio do nosso site (trocosolidario.sanguenativo.org.br) o valor arrecadado. A nossa expectativa está sendo atendida e o próximo passo é ampliar a campanha com outros parceiros para aumentar o volume de doações e assim contribuir com o Hemoam, que é o nosso papel”, acrescentou Ericka.

Causa nobre – De acordo com o professor Alexandre Pirangy, que fez uma doação no momento do lançamento da campanha, a causa é nobre e promove o bem na sociedade. “Eu acho que se Deus nos colocou nessa condição de hoje estar podendo ajudar alguém, e não estar pedindo, a gente tem, na verdade, é que repartir. É um gesto pequeno que com certeza vai amenizar a dor, o sofrimento ou proporcionar uma melhor qualidade de vida para alguém”, reforçou o participante do “Troco Solidário”.

Transparência – A Sefaz-AM é parceira no processo como auditora do projeto, a fim de garantir a transparência das doações. A secretaria informa a Fundação de Apoio ao Hemoam Sangue Nativo, por meio de relatório mensal, os valores arrecadados, de maneira que os mesmos possam ser amplamente divulgados por ela, via meios de comunicação local. A secretaria também criou um código tributário específico que permite que as pessoas possam fazer suas doações em estabelecimentos comerciais, sem precisar usar o sistema bancário.

FOTO: EDGLEUSON SILVA/HEMOAM