Catadores passam a fornecer sacos reciclados para o Município de Manaus

MANAUS 08.08.18. PARCERIA PMM E ARPA ASSOCIAÇÃO DE RECICLAGEM PRESEVAÇÃO AMBIENTAL.FOTO; MARINHO RAMOS/SEMCOM.

Em plena efetivação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em Manaus, a prefeitura dá mais um passo em direção à sustentabilidade e à inclusão dos catadores nas ações de tratamento e correto descarte do lixo. Numa parceria pioneira, a Associação de Reciclagem e Preservação Ambiental (Arpa) vai fornecer, por meio de contrato, sacos plásticos 100% reciclados para a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), a partir dos resíduos coletados nas ruas da capital. “Tenho muito orgulho de estar dando esse passo a mais no trabalho dos catadores, fornecendo um produto inédito, fabricado a partir dos resíduos coletados nas ruas e que agora vai servir para a limpeza da cidade”

Desde que assumiu a administração do município de Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto adotou efetivas medidas para implementação da PNRS na capital. Parte primordial desse processo, os catadores foram valorizados, tendo sua participação assegurada em grandes eventos da prefeitura e recebendo apoio para estruturação de suas atividades, como a criação de galpões para a triagem dos materiais recolhidos.

Atualmente, a Prefeitura de Manaus apoia mais de 200 catadores, inseridos em 17 associações, que dividem os sete galpões viabilizados pelo município desde 2014.

Nesse primeiro momento, o contrato firmado entre a Semulsp e a Arpa tem um cronograma de entrega para seis meses, com um total de 70 mil sacos por mês. Segundo secretário de Limpeza Urbana, Paulo Farias, o apoio que a prefeitura vem dando aos catadores tem sido decisivo para o desenvolvimento de um mercado local. “Nós temos esse caso que é o único que se tem notícia no Brasil, onde um grupo de catadores transforma esse material da coleta seletiva em saco plásticos para comercializarem. O que é motivo de grande alegria e grande orgulho para todos os manauaras”

Fabricado a partir de materiais catados nas ruas, eventos e domicílios locais, os sacos Ecoforte, são 100% recicláveis e já concorrem no mercado local. A produção gira em torno de 20 milheiros por dia, resultando em uma produção de 400 milheiros por mês. Os sacos podem ser encontrados em grandes redes varejistas e comércios menores.

O produto da Associação também faz parte do projeto “Manaus Mais Empreendedora”, da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad). “Estamos fazendo um trabalho junto a Arpa de diagnóstico, de criação de identidade visual e de prospecção de novos mercados. Esse é o papel do poder publico, desenvolver aquilo que eles já fazem bem, para que se torne cada vez melhor”