Centro de Convivência da Família André Araújo ainda tem vagas para atividades esportivas

Administrado pelo Governo do Estado do Amazonas, o Centro de Convivência da Família André Araújo, localizado na rua 5, bairro Raiz, zona centro-sul de Manaus, tem vagas remanescentes para ginástica, funcional, Mexa-se Dance (aulão de ritmos) e futsal. As atividades são promovidas pela Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Para se inscrever, os interessados devem se dirigir até o Centro, no horário comercial (8h às 17h) munidos de uma foto 3×4, xerox do RG e comprovante de residência.

As vagas disponíveis são para ginástica e treinamento funcional, em turmas no turno vespertino. Para o futsal, a faixa etária vai de 5 a 17 anos de idade. Atualmente, 277 pessoas são atendidas pela unidade, que tem atividades de pilates, ginástica localizada, aulão de ritmos, futsal e treinamento funcional. Nas manhãs, de segunda a sexta-feira, a partir das 7h, 40 pessoas, em sua maioria da terceira idade, participam da aula de ginástica.

Para o secretário da Sejel, Manoel Almeida, a pasta tem trabalhado para o fortalecimento dos CAFs, para que beneficie cada vez mais as famílias nos bairros de Manaus. “Temos enviado professores em quantidade suficiente para atender todos os centros da cidade. Sabemos que a prática de atividade física sem ônus para as pessoas é muito importante. O governador Amazonino Mendes sempre olhou com muita atenção para os que mais precisam e nós estamos trabalhando nisso”, ressaltou o titular da secretaria.

Benefício para a saúde – A professora de educação física aposentada, Rosa Cristina Elvas, 57, faz parte das atividades há 5 anos e destaca a importância de manter os exercícios. “Eu nunca deixei de me exercitar e sei quanto isso é benéfico para todos nós. As pessoas estão vindo para o Centro e o nosso número aumentou bastante, proporcionando saúde para as pessoas que já estão tomando consciência do quanto a atividade nos faz bem. A nossa professora é muito boa e isso nos incentiva a estar aqui sempre”, destacou Rosa.

A aposentada Terezinha de Jesus Teixeira Pereira, 79, é outra pessoa que está satisfeita com as atividades no Centro onde, segundo ela, é uma família. “Eu me levanto todos os dias às 5h30 da manhã para vir para a ginástica, porque eu moro no Beco do Macedo, mas me sinto muito feliz e disposta, afinal, aqui é como uma família. Todos nos tratam bem, têm cuidado conosco e a gente se sente viva. Aqui faço várias atividades, fiz vários cursos e estou muito satisfeita e feliz aqui”, comentou.

Diversão – Quem comanda a alegria e as atividades é a professora de educação física Debora Moura. Especialista em gerontologia, a docente diz que os alunos participam das atividades e não fazem corpo mole. “Nós temos pessoas de 30 até 79 anos, como é o caso da dona Terezinha. Isso faz com que trabalhemos uma diversidade de atividades, mas sem esquecer as limitações do nosso público maior, que é a terceira idade. Eles são muito ativos, são assíduos e participam de tudo. Aproveito o momento para chamar aqueles idosos que se sentem envergonhados em casa para virem fazer atividades conosco. Além de fazer novos amigos, eles também terão uma vida mais saudável”, explicou Debora.

Foto: Mauro Neto – Sejel