Concessionária anuncia que mais 100 mil pessoas terão saneamento com a nova Estação de Tratamento de Esgoto

Nova estação de tratamento de esgoto, que será inaugurada pela Manaus Ambiental, tem capacidade para tratar 230 litros de dejetos, a cada segundo

A Manaus Ambiental, empresa recentemente adquirida pela Aegea, inaugura no próximo dia 04 de julho, às 11h, o maior complexo de coleta e tratamento de esgoto da capital: a ETE Timbiras. Com a conclusão dos trabalhos, o serviço passa a ser disponibilizado para 100 mil pessoas, nos bairros Cidade Nova 1 e Cidade Nova 2, além de adjacências.

Este é um importante passo para a universalização do acesso ao saneamento básico. Até 2030, Manaus terá 80% de esgoto coletado e tratado.

“A cada R$1 investido em saneamento, são economizados R$4 em saúde. Investir em saneamento é promover saúde, qualidade de vida e outras melhorias que impactam no desenvolvimento socioeconômico da cidade, como o turismo. O tratamento adequado dos esgotos é um ganho para o meio ambiente, para a preservação dos rios e igarapés, tão característicos em Manaus”, destaca Renato Medicis, diretor presidente da Manaus Ambiental.

Para viabilizar a operação da ETE Timbiras, foram construídos aproximadamente 40 km de novas redes coletoras e nove elevatórias de bombeamento, que possibilitam o transporte dos esgotos gerados nos imóveis até a estação de tratamento, onde, após rigorosos processos de tratamento, retornarão ao meio ambiente.

A ETE Timbiras é uma das maiores estações de tratamento de esgoto da região Norte do País, com capacidade para coletar e tratar 230 litros de esgoto por segundo. O investimento chega a R$ 70 milhões.

Valorização do Imóvel – Além de preservar os recursos hídricos, melhorar a saúde dos manauaras e, por consequência, diminuir os gastos com o tratamento relacionadas a doenças hídricas, a valorização imobiliária cresce progressivamente a medida que aumenta a população com acesso a rede de esgoto, de acordo com pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Trata Brasil e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo o estudo, a valorização pode atingir até 18%, considerando uma cidade de porte médio, que não era atendida por rede de esgoto e passa a ser beneficiada integralmente pela cobertura.

Mais investimentos – A Aegea assumiu no dia 15 de junho, os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital amazonense. O plano de investimento da concessionária para Manaus é de investir R$ 560 milhões na ampliação dos serviços de tratamento de água e esgotamento sanitário, para os próximos cincos anos.