Contratações na área do Turismo apresentam resultados negativos no 1º semestre, aponta CNC

Foto: EBC

No primeiro semestre deste ano, o setor de turismo no Brasil fechou 11.689 mil postos de trabalho. A informação foi divulgada no estudo Empregabilidade no Turismo, produzido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, a CNC, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged.

De acordo com o economista da CNC Antonio Everton, os meses de janeiro e abril apresentaram saldo positivo no que se refere as contratações, porém nos meses de maio e junho cerca de 16 mil e quinhentas pessoas foram demitidas.

“Em junho foram fechados 7.743 postos de trabalho no setor de turismo, com menor intensidade em relação a maio, quando foram fechados 8.754 postos. O impacto da greve dos caminhoneiros do último terço de maio, o baixo dinamismo do mercado de trabalho, com a cautela dos consumidores com relação a realizarem seus gastos, afetou o setor de serviços.”

De acordo com o estudo, os agentes de viagens (+71), cultura e lazer (+49), assim como locadoras de veículos (+33), empresas aéreas de transporte de passageiros (+305) e ferrovias (+111), foram os segmentos que mais empregaram. Já hospedagem e alimentação foram os setores que mais impulsionaram o desemprego (-6.269).

De janeiro a junho deste ano, apesar do resultado negativo (-11.689), o emprego foi puxado pela movimentação do mercado de trabalho de São Paulo (+7.656). Já o Estado do Rio de Janeiro foi o que mais cortou oportunidades de emprego (-6.968).

Reportagem, Cintia Moreira