Crianças aprendem a fiscalizar alimentos em supermercado

Data de validade, aparência, temperatura e condições da embalagem dos alimentos foram alguns dos itens observados por crianças que participaram da fiscalização educativa promovida pela Vigilância Sanitária (Visa) da Prefeitura de Manaus, nesta quarta-feira, 1º/8.

Participaram da atividade, que faz parte da Semana Municipal de Vigilância Sanitária, 14 alunos de 9 a 11 anos, da Escola Municipal Nossa Senhora da Paz. Eles receberam coletes, tocas e uma caderneta para anotar suas observações e as orientações passadas pela fiscal Gizeli Giffoni, que coordenou a visita.

As crianças percorreram diversos setores do supermercado Nova Era, na zona Oeste da capital, fazendo o papel de vigilantes mirins e aprendendo, na prática, o que deve ser observado na hora de comprar alimentos industrializados (biscoitos, massas, grãos, leite); e alimentos in natura, como ovos, carnes, frutas e legumes.

Agata Vitória Passos, disse que ia ficar de olho na data de validade e na organização dos produtos nas prateleiras. Já Pedro Henrique Sampaio e Adonai Leite, de 9 e 11 anos, disseram que estavam animados com a fiscalização. “A gente deve olhar a data de validade das coisas para não chegar estragado em casa.”

A diretora da Visa Manaus, Maria do Carmo Leão, que acompanhou a atividade, explicou que o objetivo da Prefeitura de Manaus é formar gerações de pessoas orientadas e comprometidas com o controle de qualidade daquilo que pode colocar em risco a saúde individual e coletiva. “Todos somos responsáveis por nossa saúde e da nossa família, então temos que ser vigilantes, exercendo nossa cidadania”.

De acordo com a diretora, o trabalho de orientação aos estudantes é uma parceria da Visa com o Programa Saúde na Escola (PSE), coordenado pelas secretarias municipais de Saúde (Semsa) e Educação (Semed).

A meta é levar esse trabalho para outras escolas e em 2019 inserir no Programa o Educanvisa, projeto de educação em vigilância desenvolvido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A diretora da Escola Nossa Senhora da Paz, Mônica Moreira, informou que os alunos já haviam recebido fiscais da Visa para uma aula teórica sobre o que é vigilância sanitária e cuidados para evitar doenças transmissíveis por alimentos. Agora eles estão vendo como aplicar tudo isso na prática.

A preocupação com os alimentos integra o conjunto de itens de atenção primária em saúde, trabalhado pelo Programa Saúde na Escola. A responsável pelo programa na Semsa, Giane Sales, disse que a associação entre saúde e educação visa a promover a saúde integral na escola e preparar os alunos para uma vida saudável, sendo agentes multiplicadores. “O programa é amplo, ele permite que o professor interaja também com esse trabalho, e que possa alinhar várias ações dentro da segurança alimentar e prevenção da obesidade infantil.”

O tom lúdico da fiscalização no supermercado foi dado por atores da Turma Parque Cidade da Criança, vinculado à Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). Com a coordenação da diretora Socorro Andrade, a Turma criou uma paródia e esquetes para reforçar as informações sobre os cuidados com alimentos, que estão sendo usados em diversas ações da Semana.

O gerente do Nova Era, Rosideive Ferreira, destacou a importância do trabalho de fiscalização para garantir a qualidade dos produtos comercializados nos supermercados. “Os órgãos fiscalizadores nos ajudam a cumprir a legislação e manter o padrão de qualidade dos nossos produtos, o que, para a sociedade, é muito bom”.

A Semana Municipal de Vigilância Sanitária foi aberta na última segunda-feira, 30/07, e segue com atividades de orientação e fiscalização até o próximo domingo, 5/8, quando é comemorado o Dia Nacional de Vigilância Sanitária.