Cúpula do Clima aprova princípios de fomento e fortalecimento da autogestão indígena no Amazonas

A partir de agora, o fortalecimento ao fomento, a melhoria da autogestão e o incentivo à governança pelos próprios índios amazonenses fazem parte dos princípios da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas (GCF).

As propostas foram construídas pela Fundação Estadual do Índio (FEI) com representantes de diversas etnias e aprovadas nesta terça-feira (11/09) por unanimidade durante encontros que antecedem a reunião da Cúpula Global de Ação Climática, que acontecerá de 13 a 14 de setembro, em São Francisco, nos Estados Unidos.

O secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema) e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra participou dos encontros e informou que, com a aprovação do GCF, o Estado apresentou um resultado positivo para o fortalecimento da causa indígena. “Todos os governadores foram unânimes em aprovar as contribuições feitas pelos índios amazonenses de diversas etnias com a coordenação da Fundação do Índio”, disse.

O GCF completa 10 anos de existência e é formado por mais de 30 governadores do Brasil, Peru, Colômbia, Bolívia, Equador, México e da Califórnia e integram a Cúpula Global do Clima, composta por representantes da Noruega, Alemanha, Austrália, Indonésia, Espanha, Papua, Nigéria e Costa do Marfim. Neste ano, os governadores de Yucatan, Quintana-Roo, Campache e da Califórnia participam do encontro como observadores.

Plataforma de compromissos mundiais – Desde segunda-feira (10/09) em São Francisco, participando de encontros com governadores do GCF, Marcelo Dutra informou que questões centrais envolvendo indígenas e o pagamento por serviços ambientais são os pontos focais da reunião da Cúpula Global de Ação Climática, que pretende apresentar uma plataforma de compromissos mundiais para garantir o cumprimento das metas definidas no Acordo de Paris.

“No Amazonas, estamos trabalhando a construção de um novo roteiro ambiental voltado para a geração de uma nova economia de base florestal sustentável”, anunciou. Dutra explicou que o Amazonas é o maior provedor de serviços ambientais do planeta e esse novo modelo econômico, passa pelo sistema de pagamento por oferta de demandas ambientais.

Coalizão Under2 – Nesta quarta-feira (12/09), Marcelo Dutra participa da Assembleia Geral anual da Coalizão Under2, uma reunião a portas fechadas para discutir e acordar as prioridades da Coalizão Under2 para os próximos 12 meses. O encontro tem como foco as ações coletivas necessárias para dobrar a curva de emissões até 2020 e acelerar a implementação do Acordo de Paris.

A reunião da Cúpula Global de Ação Climática acontece nos dias 13 e 14. É um evento multilateral que reúne políticos, empresários e líderes de cidades de todo o mundo para discutir a crise e propostas para melhorar o clima.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SEMA