Curso capacita profissionais da saúde para identificação de doações de órgãos e tecidos para transplantes

O Amazonas tem apresentado resultados cada vez mais positivos no Programa de Transplantes de órgãos e tecidos, que já realiza transplantes de córnea, rins e fígado. A partir do próximo ano, de acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, o programa deve ser ampliado, com a realização de transplante de coração. Com objetivo de manter os profissionais da saúde envolvidos no processo de reconhecimento de um possível doador de órgãos, a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) realiza, nesta quinta e sexta-feira (27 e 28), o curso de “Capacitação sobre o processo de doação de órgão e tecidos para transplante”, que acontecerá no Teatro Direcional, no Shopping Manauara (avenida Mário Ypiranga Monteiro, Zona Centro Sul), a partir das 8 h.

“A intenção do evento é massificar as informações sobre o processo de doação de órgãos e tecidos para transplantes, junto aos médicos, enfermeiros, psicólogos, pois mesmo que já tenham recebido informações sobre transplante, a identificação de possíveis doadores nem sempre faz parte do dia a dia desses profissionaisl”, destaca a coordenadora estadual de Transplantes, Leny Passos.

Entre os palestrantes do evento está o coordenador da Central de Transplantes de Santa Catarina, Dr. Joel de Andrade, que vai apresentar as experiências que o Estado conquistou, nesta área, com performances superiores a países europeus “São resultados que devem ser compartilhados e multiplicados para todo o país”, diz Leny Passos.

Outra palestrante será a enfermeira Neide Knihs, especialista em entrevista com família de doadores de órgão, que vai orientar os profissionais de enfermagem sobre o momento correto para falar sobre doação de órgão com a família do paciente. “O momento que o paciente é diagnosticado com morte cerebral é muito delicado para a família, por isso é necessário uma preparação da equipe de saúde para acolher os familiares. É necessário ter a sensibilidade de perceber o momento correto para falar sobre a doação, pois é isso é um dos aspectos que vai determinar a aceitação ou não da família”, explicou Leny.

Durante a abertura do evento, os participantes poderão assistir à peça teatral “Doar é Preciso”, encenada por estudantes da Escola Municipal Professor Álvaro César de Carvalho. A atividade é resultado de parceria entre a Coordenação Estadual de Transplantes e a Secretaria Municipal de Educação (Semed), em ações destinadas a envolver estudantes do ensino fundamental no processo de sensibilização da sociedade para a importância da doação de órgãos.

Cenário para futuro

Além da inserção do transplante de coração, Leny Passos informa que, para o próximo ano, serão intensificadas as ações de orientação e educação, principalmente nas escolas, sobre a importância da doação de órgãos. “Temos alguns projetos, como o lançamento de uma corrida pedestre, para marcar a campanha pelas doações e, também, a criança do Portal da Vida, um espaço onde a família do doador poderá plantar uma árvore, simbolizando a continuidade da vida. Este projeto terá a parceria da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde”, explica Leny.