Debate sobre dor em cães e gatos é sucesso de público

Com o apoio do Conselho Federal de Medicina Veterinária, CFMV, a Comissão de Ética, Bioética e Bem Estar Animal do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas, CRMV/AM, realizou nos dias 25 e 26 de março, na Universidade Nilton Lins, o “Seminário sobre dor em cães e gatos”, com o professor titular do Departamento de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia-UNESP de Botucatu, São Paulo e Médico Veterinário Dr. Stelio Pacca Loureiro Luna.

Depois de 35 anos sem vir a Manaus, Dr. Stelio, palestrou sobre como avaliar e como tratar dor aguda e crônica em cães e gatos, ele disse ainda que uma dor aguda mal tratada ou tratada inadequadamente, pode se transformar em uma dor neuropática. “A dor é uma doença que incapacita o animal, principalmente a neuropática, que chega a ser um desafio para a analgesia”, afirmou o médico veterinário.

Dr. Stelio fez questão de ressaltar a boa receptividade, hospitalidade e interação que teve durantes esses dois dias de evento, prestigiado por aproximadamente seiscentas pessoas entre acadêmicos e profissionais. “Fiquei surpreso com receptividade e interação, acho que realmente cumprimos a finalidade de disseminar o conhecimento entre estudantes e profissionais da Medicina Veterinária do Amazonas”, disse Stelio.

A presidente da Comissão de Ética, Bioética e Bem Estar Animal do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas, Raquel Lisboa, disse já ter promovido eventos desta natureza em Manaus, mas com um público pequeno e ficou feliz com o sucesso que foi este seminário, “o Dr. Stelio tá de parabéns, os participantes também estão de parabéns, a nossa comissão que acertou em trazer o Stelio com este tema tão pertinente e de interesse da sociedade”, afirmou Raquel.

Profissionais e estudantes disseram que eventos como esses são importantes para a classe. Thamires Coutinho é médica veterinária, veio de São Paulo e está apenas há 8 meses em Manaus, ela disse que eventos como estes são bem vindos, “é importante trazer profissionais de fora para socializar conhecimentos, pois estávamos carentes de eventos desse tipo e com isso a classe só tem a crescer”, afirmou Thamires.

Universitários de 4 instituições de ensino participaram do evento, Uninilton Lins, Esbam, Uninorte e Ifam e não se decepcionaram com o que viram e puderam absorver de conhecimento nesses dois dias de seminário. George Schmalz, acadêmico do nono período do curso de medicina veterinária da Esbam, disse achar muito importante, segundo ele muitos profissionais desconhecem ou ignoram alguns estudos como a parte dos analgésicos, “penso que a partir de hoje vai haver uma grande mudança na saúde dos animais”, disse o acadêmico.

Alice chads, do terceiro período do Ifam, disse que pretende se especializar em cães e gatos e os estudos sobre a cirurgia, analgesia e pós cirúrgico, para ela tudo que foi apresentado no seminário chamou bastante a atenção dela, “confesso que tudo isso é bem interessante e só tem a contribuir com minha formação e nas minhas decisões futuras”, afirmou Chads.

Uma parceria com mais de 10 anos entre Conselho Federal e Conselho Regional vem dando resultados positivos na educação e aprimoramento da formação profissional da classe médica veterinária e a comunidade acadêmica, segundo o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas, Carlos Augusto Carneiro esse tipo de interação é fundamental para nivelar o conhecimento, “agradeço ao Conselho Federal de Medicina Veterinária ao sucesso que foi o evento, a Raquel, que tá a frente da Comissão de Ética, Bioética e Bem Estar Animal do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas, ao professor Stelio que foi a grande atração desses dois dias de seminário que foi um sucesso, em breve teremos novidades e no período de 9 a 11 de setembro, terá o Amazonvet, que será realizado em Belém-PA”, disse Carneiro.