Defensoria Pública divulga resultado final do segundo Processo Seletivo de Estágio de 2018

Lista de aprovados sai na tarde desta segunda-feira, dia 30 de julho, no site da DPE-AM

A Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (Esudpam) divulgará na tarde desta segunda-feira, dia 30 de julho, o Edital de Divulgação do Resultado Final dos Candidatos Aprovados no segundo Processo Seletivo de Estágio de 2018 (PSE/DPE/AM EDITAL nº 003/2018). O resultado será publicado no Diário Oficial Eletrônico da Defensoria Pública e no site da instituição – http://www.defensoria.am.def.br/, na página da Esudpam, no link de Editais.

O Processo Seletivo de Estágio se destina ao preenchimento de 38 vagas de estágio em Direito, sendo 18 para início imediato e 20 para formação de cadastro reserva. Ao estagiário será oferecida uma bolsa mensal no valor de R$ 779 e auxílio-transporte no valor de R$ 167,20, além de seguro contra acidentes pessoais.

A classificação dos candidatos obedecerá ordem decrescente de pontuação de acordo com Item 5.5 do Edital 003/2018-ESUDPAM/DPE/AM, conforme Anexo I do edital do resultado final. A Esudpam informa que não houve aprovação de pessoas com deficiência neste certame.

A listagem final foi definida após a realização do curso de capacitação obrigatório realizado no último dia 26 de julho. Foram eliminados 11 candidatos que não compareceram e restaram 44.

Os candidatos aprovados serão convocados pela coordenação de estágio por meio de contato telefônico e/ou correio eletrônico. É dever do candidato acompanhar as publicações no site http://www.defensoria.am.def.br e no Diário Oficial Eletrônico da DPE-AM.

O candidato convocado terá um prazo de 03 (três) dias úteis para comparecer à Coordenadoria de Estágio, localizada na Rua 02, casa 07, Conjunto Celetramazon, Adrianópolis, telefones (92) 3633-0872 / 98408-5237.

É de inteira responsabilidade do candidato manter seus dados pessoais atualizados para viabilizar os contatos necessários e o não atendimento ao chamado no prazo estabelecido implica renúncia à vaga, podendo, a partir de então, proceder-se à convocação do próximo candidato na ordem de classificação frisando ainda que é de responsabilidade do candidato o acompanhamento do certame. Idêntico procedimento será feito em razão de ausência de documentação e ou recusa a iniciar as atividades no prazo estabelecido pela DPE-AM.