Delegacia Especializada em Crimes contra o Turista é instalada em Parintins

O trabalho da Polícia Civil do Amazonas durante o 53º Festival Folclórico de Parintins ganhou reforço na manhã desta quinta-feira (28/06), com a abertura da Delegacia Especializada em Crimes contra o Turista (DECCT) e a inclusão do regime de plantão na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) daquela cidade. Delegados, escrivães e investigadores ficarão divididos nas unidades policiais para atender ocorrências, de qualquer natureza, para o visitante e os moradores da ilha Tupinambarana.

O coordenador da operação “Parintins 2018″ pela Polícia Civil e delegado-geral adjunto da instituição, Antonio Chicre Neto, nesta manhã, deu início as atividades no posto da DECCT, no Terminal Hidroviário de Parintins, situado na rua Vieira Júnior, bairro Centro, para reforçar o atendimento dos visitantes nacionais e estrangeiros durante o 53º Festival Folclórico no município, que será realizado nos dias 29 e 30 de junho e 1° de julho.

As equipes de plantão são formadas por investigadores e escrivão para atender todos os turistas que forem vítimas de crimes dentro das embarcações ou em outros pontos de Parintins. Os servidores da instituição irão trabalhar no posto policial de 8h às 17h. Após esse horário, as ocorrências podem ser registradas na sede da 3ª DIP da cidade, situada na rua Irmã Cristine, segunda etapa do bairro Itaúna.

A técnica em análises clínicas, Socorro Picanço, aprovou a iniciativa da instituição em montar um posto da DECCT em Parintins. “É muito importante a instalação dessa delegacia nesse momento do Festival, onde os turistas começam a chegar e o fluxo de pessoas aumenta nessa área da cidade. Caso aconteça alguma situação de perigo, como furtos nas embarcações, o turista já encontra o apoio necessário”, disse.

Plantões na 3ª DIP – Ainda nesta quinta-feira (28/06), os plantões da 3ª DIP, em Parintins, foram reforçados para atender a população durante os dias que serão realizados o 53º Festival Folclórico do município. Situada na segunda etapa do bairro Itaúna, os plantões da 3ª DIP, com duração de 24h cada, conta com o trabalho de um delegado, dois escrivães e seis investigadores, em cada escala de plantão.

De acordo com o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, as ações da Polícia Civil do Amazonas em Parintins visam prestar mais segurança a moradores e visitantes que vão prestigiar o evento folclórico no município.

“Desde o último dia 21 de junho estamos realizando operações policiais, com cumprimentos de mandados e fiscalização de bares e casas de shows em Parintins. Continuaremos com ações pontuais, que vão desde campanhas preventivas a ações repressivas com o objetivo de combater crimes, como o tráfico de drogas, roubos, furtos, exploração sexual de crianças e adolescentes, entre outros delitos”, destacou Antonio Chicre Neto.

Operação – As ações realizadas pela Polícia Civil naquela Parintins fazem parte do cronograma de atividades policiais em torno da operação “Parintins 2018″, montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM). Neste ano, os trabalhos na Ilha Tupinambarana visam coibir práticas criminosas, além de proporcionar mais segurança aos moradores e visitantes daquele município durante o Festival Folclórico.

Na última terça-feira (26/06) a Polícia Civil iniciou reforço no trabalho investigativo em Parintins. Segundo Chicre Neto, foram formadas equipes, que trabalham em regime de plantão, percorrendo as ruas de daquele município, com intuito de inibir qualquer tipo de crime, além de prestar apoio operacional à 3ª DIP.

Ações complementares – A Polícia Civil irá realizar, também, distribuição de folders e abanadores com dicas de segurança, endereços e telefones dos postos de atendimento da instituição na Ilha Tupinambarana. Esta ação tem como objetivo demonstrar a população que as autoridades competentes estarão trabalhando para assegurar uma diversão tranquila e segura para todos.

A Polícia Civil também contará, ainda, com estrutura dentro do Bumbódromo, que em 2018 completa 30 anos de existência. “Nós daremos suporte também dentro do Bumbódromo pra registros de ocorrências de menor potencial, como, por exemplo, perda de documentos, furtos e embriaguez. Faremos isso no sentido não só de orientar, como também para proporcionar uma festa tranquila para todos aqueles que estarão na arena dos bumbás”, explicou o delegado titular da 3° DIP, Adilson Cunha

FOTO: Lana Honorato/Assessoria de Imprensa da PCAM