Delegados de Polícia do Amazonas aguardam o pagamento da data base

Nesta manhã de terça-feira (29/05), a diretoria da Associação de Delegados de Polícia do Estado do Amazonas (Adepol-AM), e delegados de todas as classes da polícia civil, estiveram pela segunda vez reunidos com deputado governista Adjuto Afonso para resolver a questão do cumprimento da data base, a qual desde 2015 não é paga aos Delegados de Polícia, distintamente do que ocorreu com demais carreiras do sistema de segurança pública do Amazonas.

A carreira de Delegados de Polícia é a única da categoria do sistema de segurança pública do Estado do Amazonas que não recebeu o reajuste via data-base.

No mês passado, a classe de investigadores e escrivães tiveram sua data base negociada muito superior aos 24%. Os peritos tiveram um aumento real de 110%. Nesse mês, foi a vez dos Policiais Militares e Corpo de Bombeiros, que tiveram sua data base em 24% contemplada, sendo 10% para pagamento ainda esse mês. Mas aos delegados de polícia não foi assegurado o cumprimento da lei da data-base.

Diante deste contexto, em reunião com o deputado Adjuto Afonso, estiveram o vice-presidente da Adepol-AM e Delegados de todas as classes, pleiteando com o líder do governo o que foi prometido pelo próprio governo: que a garantia do cumprimento da data base seria realizada junto com a da Polícia Militar, que foi aprovada e sancionada pelo governador no último dia 21 de maio deste ano.

Segundo o Deputado Adjuto Afonso, ele irá encaminhar esta demanda junto ao governador Amazonino Mendes e ao vice, Bosco Saraiva: “ Vou marcar uma reunião com o governador e o vice. No que depender de mim, irei contribuir com este pleito de todos os delegados de polícia civil do Estado do Amazonas”, assegurou o deputado.

O vice-presidente da Adepol-AM, delegado Sandro Sarkis, informou que a diretoria e os demais delegados estão apenas cobrando o que foi acordado, está previsto em lei e dito a toda categoria: “Estamos cobrando do Governo do Estado um direito de carreira. Saliente-se que a classe de delegados é a única carreira do sistema de segurança que não teve a reposição das perdas inflacionarias (data base). Estamos desde 2015 sem a data base e por isso estamos demandando o devido direito, que é essencial aos profissionais delegados de polícia do Amazonas”, disse Sarkis.

A entidade aguardará até amanhã (30/05) a posição do Governo do Estado do Amazonas para assim dá o necessário retorno a todos delegados de polícia que buscam incessantemente o cumprimento deste direito fundamental, que já havia sido reconhecido e garantido pelo próprio governador.

Entenda o caso

– A categoria de Delegados de Polícia Civil do Estado do Amazonas não tem reajuste legal na data base desde 2015.

– No dia 17 de abril de 2018 a diretoria da Adepol-AM e delegados de classe estiveram reunidos com o vice-governador Bosco Saraiva, ocasião em que este garantiu aos delegados de polícia que teriam garantido o cumprimento da data base, no mês de maio, junto com a categoria da Policia Militar e Corpo de Bombeiros.

– No dia 19 de abril de 2018, a Adepol-AM, encaminhou ao delegado geral, Mariolino Brito, ofício de n° 0018/2018, com o assunto “Reajustar os vencimentos dos Delegados de Polícia do Quadro Permanente de Pessoal da Polícia Civil do Estado do Amazonas, tendo como base os anos de 2015 a 2018, de modo a revalorizar a carreira recompondo seu poder aquisitivo depreciado no período citado.

– O delegado geral, Mariolino Brito, encaminhou para a apreciação do Governador do Estado do Amazonas, Amazonino Mendes, o ofício de n° 2603/2018 de 24 de abril de 2018, a mesma solicitação da revisão setorial (revisão das datas-base de 2015 a 2018, acrescida das datas-base de 2019 e 2020) da carreira de Delegados de Polícia Civil do Amazonas que está parada até o presente momento na Casa Civil.

Foto: Ascom Adepol-AM