Depois de protesto, governo suspende instalação de unidade prisional na zona oeste

O protesto dos moradores de condomínios, residências e comerciantes da Ponta Negra, bairro Tarumã e Campos Sales, ambos na zona oeste, contrários a implantação de uma unidade de ressocialização penal da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), na região deu certo. Na manhã deste sábado (07), depois de manifestação, o Governo do Estado distribuiu uma nota onde barra o prokejo.

Nota
O governador Amazonino Mendes determinou à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) que suspenda as tratativas para aluguel de galpão na área do bairro Tarumã, zona oeste de Manaus . Determinou, ainda, a prospecção de outros espaços para implantação do projeto de um centro de treinamento e capacitação para pessoas que cumprem pena no regime semiaberto e que estão em processo de reinserção social.

O anúncio foi feito neste sábado (07). O ato de mobilização, começou às 10h, no cruzamento da Avenida do Turismo com a Avenida Santos Dumont – a estrada do aeroporto. O sábado foi o dia escolhido para evitar problemas ao tráfego de veículos. Equipes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) acompanharam o protesto.