Drogas avaliadas em R$ 800 mil são apreendidas em embarcações e casal envolvido é preso

Em duas ações realizadas no Rio Solimões, entre a manhã de ontem (07/07) e madrugada deste domingo (08/07), policiais da Secretaria- Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), e da Polícia Civil do Estado apreenderam 70 quilos de entorpecentes, avaliados em R$ 800 mil, e prenderam casal durante desdobramento da operação “Banzeiro”. A mulher, de nacionalidade venezuelana, está grávida de oito meses.

Na manhã de ontem, por volta das 10h, os policiais prenderam Edilson Alvan Pacaio, 37, que já tinha passagem por tráfico de drogas, e a mulher dele, Yennymar Saraiss, 22, com 40 quilos de drogas, sendo 30 quilos de cocaína e dez quilos de maconha do tipo skunk.

O casal estava em uma embarcação vinda de Tabatinga, município distante 1.108 quilômetros em linha reta da capital, interceptada pelas equipes policiais. De acordo com o coordenador de Operações da Seai, delegado Denis Pinho, os infratores confessaram o crime. O casal argumentou que receberia em torno de R$ 10 mil pelo transporte da droga até Manaus.

“É importante destacar a atuação do Zeus, o cão farejador da Secretaria de Inteligência, que é fundamental nesse tipo de trabalho, pois nos ajuda a identificar a localização da droga em uma embarcação com tantas pessoas. Esses indivíduos tentam ludibriar a polícia. Nesse caso, inclusive, chegaram a misturar borra de café com a droga, na tentativa de enganar o animal, mas ele é treinado para essas situações”, explicou Pinho.

Yennymar e Edilson foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ainda neste domingo, o casal será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul, onde ficará à disposição da Justiça.

Já neste domingo, por volta das 5h, em uma nova ação policial, foram apreendidos outros 30 quilos de maconha do tipo skunk em uma embarcação que vinha de Coari com destino à capital amazonense. A substância ilícita foi achada em uma mala abandonada. As investigações irão continuar, até que os responsáveis sejam identificados e possam responder criminalmente pela prática ilícita.

As duas ações ocorreram no furo do Paracuuba, um canal de ligação do Rio Solimões ao Rio Negro, nas proximidades do Encontro das Águas, e foram deflagradas pelas equipes da Seai, Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e Delegacia Fluvial (Deflu).

Conforme o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, as drogas apreendidas na operação “Banzeiro” abasteceriam as bocas de fumo em diferentes zonas da capital amazonense. “Iremos investigar, agora, quem é o proprietário desses entorpecentes”, afirmou.

Denúncias – A Secretaria de Inteligência vem atuando para combater o tráfico de drogas no Amazonas, destacou o delegado Denis Pinho. “Parte desse material ilícito vem para Manaus e para outras regiões do País. A Seai tem agindo tanto em vias fluviais quanto terrestres para combater esse crime”, afirmou.

Os delegados pedem a quem puder colaborar com informações sobre o tráfico de drogas no Estado, entrar em contato pelo número 181, o disque-denúncia da SSP-AM. “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, concluiu Denis Pinho.