É preciso equilibrar a competitividade e favorecer as indústrias brasileiras, afirma Ciro Gomes

Candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes participou, nesta segunda-feira (6), de sabatina organizada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC Brasil), em Brasília.

Durante o evento denominado “O futuro do Brasil na Visão dos Presidenciáveis”, Ciro Gomes falou sobre alguns aspectos que farão parte do seu plano de governo, caso seja eleito.
Um dos destaques foi o que ele chamou de Projeto Nacional de Desenvolvimento. Segundo o pedetista, são medidas que vão ajudar o país na retomada do crescimento.

“Ajudar as famílias, ajudar as empresas, ajudar a organizar as finanças públicas, e desenhar uma política industrial de comércio exterior que reindustrialize o país, de maneira que nós tenhamos equilíbrio nas contas externas, e temos estabilidade no tempo para o valor da nossa moeda. Saindo desse stop and go que nós estamos, cresce/quebra, cresce/quebra, porque de 80 para cá o Brasil cresce 2% ao ano em média”.

Ciro disse também que a implementação do Projeto Nacional de Desenvolvimento poderá, inclusive, equilibrar as assimetrias competitivas e favorecer as indústrias brasileiras. Ciro Gomes tem como vice na chapa a senadora Kátia Abreu, também do PDT, e aliança firmada com o Avante.

Além do pedetista, o evento contou ainda com a presença dos candidatos à Presidência Marina Silva (Rede Sustentabilidade), Geraldo Alckmin (PSDB), Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB). O candidato Jair Bolsonaro também foi convidado, mas por incompatibilidade na agenda, informou que não pode comparecer à sabatina.

Com a colaboração de Andressa Ribeiro, reportagem Marquezan Araújo