Elementos de alta periculosidade tentam fuga no presídio de Parintins durante a madrugada

Agentes da Força Tática da Polícia Militar no município de Parintins frustraram a fuga de nove detentos de alta periculosidade na madrugada deste domingo (09) no momento que tentavam sair da unidade prisional que fica no centro de Parintins, na Avenida Nações Unidas. Eles fizeram um buraco no muro do presídio, depois de serrarem as grades das celas. As informações são do Parintins 24h.

Os detentos que teraram fugir foram identificados como: Eder Lima de Oliveira (Cão) 35, preso por roubo, furto e estupro, Vandson Vieira Cardoso (Vandinho) 27, preso por roubo. Frank Ney Barbosa (Chapéu) 27, preso por tentativa de homicídio, Andrey Souza da Silva (Beira-mar) 25, foragido de Boa Vista do Ramos, Alex Viana de Jesus, 23, foragido de Manaus que integrou a quadrilha que roubou a casa de um empresário em Boa Vista do Ramos, Jonas de Oliveira Farias, preso por homicídio e Marcley Gama da Silva, também preso por homicídio.

Apoio

Na Praça da Libertade, proxima a unidade prisional, quatro pessoas esperavam em quatro motocicletas para dar apoio à fuga. Os acusados foram identificados como: Radson Lopes de Melo, 19, Igor da Silva Farias, 21, Leandro de Jesus Correa, 19 e Marilce Souza Viera 27. Com os presos a polícia encontrou celulares e material de construção usado para quebrar o muro do presidio.

Polícia já sabia

A Força Tática já tinha informações, há três dias, do plano e surpreendeu os detentos com balas de borracha no momento em que tentavam deixar o presídio. Dois deles ainda conseguiram retornar para as celas, após ação da polícia, com isso apenas sete detentos foram recapturados.

Também foram presos Radson Lopes de Melo, 19, Igor da Silva Farias, 21, Leandro de Jesus Correa, 19 e Marilce Souza Viera 27. Esses quatro dariam fuga aos detentos da unidade prisional. Com os presos foram encontrados celulares e material de construção usado para quebrar o muro do presidio.

Quatro foram presos acusados de dar apoio à tentativa de fuga

A operação foi comandante pelo Tenente Ricardo Viana. Ele orientou o patrulhamento de viaturas no presidio e a campana feita pela força tática, após ser informado da possibilidade de fuga. O militar afirma que os policiais acompanharam o muro sendo quebrado para a tentativa da fuga. “Eles improvisaram material e começaram a cavar e quebrar o muro depois de serrarem as celas. Ao saírem foram surpreendidos pela força tática”, explica.

A unidade prisional de Parintins é o prédio de uma antiga delegacia que foi improvisada como presidio e abriga atualmente 111 detentos. O dia raiava quando os policiais militares levaram os detentos para a delegacia de policia.

 

Fotos – Carlos Alexandre Ferreira