Em culto, Meirelles é chamado de “pai das finanças” por pastor

Arte - Portal Desacato

Pré-candidato a presidência da República, o ex-ministro Henrique Meirelles foi chamado de “pai das finanças” pelo pastor José Wellington, líder da igreja Assembleia de Deus Ministério do Belém. A fala ocorreu durante um culto com a participação do presidenciável do MDB, na zona leste de São Paulo. Na ocasião, José Wellington ainda afirmou que Meirelles “tem potencial para ser o futuro presidente da república”.

Após as considerações do líder da Igreja, o ex-ministro subiu ao púlpito do templo ao lado do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Ronaldo Fonseca, que é membro da Assembleia de Deus. No palanque, Meirelles pediu orações para ele e para o país e citou o fato de nunca ter tido uma acusação contra si ao longo de sua trajetória. Segundo o pré-candidato, a honestidade esteve presente em toda sua vida.

“Esta palavra, esses princípios de retidão, honestidade, tudo na minha vida foi pautado por isso. E nunca houve uma acusação, nunca houve uma palavra. Não houve por quê? Por que os meus princípios são princípios de austeridade, princípios de retidão, tal qual os princípios ensinados pelo pastor José Wellington”.

Ao discursar, o pré-candidato defendeu que “com fé em Deus e com oração de todos” pretende fazer com que o país siga no caminho certo. Meirelles também afirmou que o Brasil saiu da recessão com fé e determinação.

“Nós fizemos isso com muita perseverança, muita fé, muita determinação, e conseguimos tirar o Brasil de uma recessão que muitos acreditavam que seria impossível. Que não era viável que em tão pouco espaço de tempo, pouco menos de dois anos, o Brasil conseguisse sair dessa recessão. Já saiu. Mas tem muito o que fazer. Nós sabermos que a situação ainda é muito difícil”.

Ao fim, o pré-candidato recebeu uma oração voltada para a sua campanha e para um eventual mandato.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes