Em entrevista, Meirelles afirma que vai ampliar o Bolsa Família

Foto: (José Cruz/Agência Brasil)

Em entrevista à rádio Bandeirantes nesta segunda-feira (3), o candidato do MDB à presidência da República, Henrique Meirelles, afirmou que vai ampliar o Bolsa Família, caso eleito em outubro.

Questionado se manteria o programa, o presidenciável respondeu que essa é uma proposta de governo e que sempre foi favorável ao programa social.

“Já tenho dito várias vezes que o melhor programa social que existe é o emprego. Já criamos 10 milhões de empregos quando eu estava na presidência do Banco Central, durante aqueles oito anos, agora vamos criar 10 milhões em quatro. Além disso, existem pessoas que por razões diversas estão fora do mercado de trabalho. Então, é necessário que essas pessoas tenham alimentação, tenham maneira de sobrevivência, colocar as crianças na escola a permitir que essas crianças, no futuro, possam ter sua própria vida, trabalhar, integrar o mercado de trabalho e colaborar com o país”.

Em outra trecho da entrevista, Meirelles voltou a defender as reformas fundamentais. Segundo o presidenciável, o que interessa à população é ter garantia de recebimento da aposentadoria. O candidato classificou o atual sistema previdenciário como injusto e ressaltou que as reformas da Previdência e Trabalhista são essenciais para o ajuste fiscal do país.

Na área da educação, Meirelles reafirmou a proposta de governo que pretende estender a ideia de programa do ProUni para creches. Segundo o ex-ministro, o chamado “Pró-Criança” tem como finalidade permitir que crianças de baixa renda frequentem instituições de ensino privado. Os recursos para o programa, de acordo com o candidato, viriam das reformas fundamentais.

Reportagem, Thiago Marcolini