Em Parintins, dom Cláudio Hummes aborda dificuldades para se evangelizar na Amazônia

Cardeal Dom Cláudio Hummes
Cardeal Dom Cláudio Hummes

O presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, arcebispo emérito de São Paulo, Cardeal Dom Cláudio Hummes, afirma que das 250 dioceses e prelazias da Amazônia Legal já visitou a metade. Para o cardeal, os desafios e dificuldades para se realizar um trabalho de evangelização na região estão  tem graves problemas na área da saúde e da educação. “Entre as grandes dificuldades para levar a palavra de Jesus aos moradores da localidade estão às enormes distâncias, a falta de estradas e o consequente isolamento”, diz.

Dom Claudio diz também que o povo amazônida sofre ainda mais com os problemas que costumam afligir muitos municípios e estados brasileiros, justamente por causa das grandes distâncias que tem que ser enfrentadas por aqueles que deveriam prover os serviços básicos da população.

No que concerne a área da saúde, por exemplo, o presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia informa que muitas pessoas não conseguem se tratar por causa do transporte precário. Segundo ele, quando os índios, moradores da região, adoecem, o transporte é feito em pequenas canoas e, dessa forma, dificilmente o socorro é prestado a tempo.

Em relação à educação, o cardeal aponta um problema similar. “As pequenas e precárias escolas primárias municipais nas comunidades indígenas enfrentam enormes dificuldades para receber merenda escolar ou a recebem com grande atraso ou com comida já vencida ou prestes a vencer”, afirmou o purpurado e testemunhou escolas ainda sem material escolar.

Atuando em um cenário tão pobre, o trabalho realizado pela Igreja Católica na região não poderia deixar de ser afetado também. Conforme o prelado, a Igreja vive lutando na Amazônia com “a falta de missionários e missionárias e com a pobreza de infra estrutura pastoral”. Contudo, Dom Cláudio agradece o trabalho missionário desenvolvido até o momento. “Foi e é admirável”, disse.

Na região amazônica, o arcebispo já visitou as dioceses de São Gabriel da Cachoeira e Roraima, além da Prelazia de Coari, local em que se reuniu com o bispo emérito local, Dom Gutemberg Freira Régis, e com o arcebispo de Manaus, Dom Luis Soares Vieira. Em Roraima, o purpurado esteve numa comunidade indígena chamada pium, fronteira com a Guina. E no município de São Gabriel Cachoeira, Dom Claudio participou da inauguração de mais uma unidade da Fazenda da Esperança.

Em Parintins, nesta semana, chegou terça-feira, dia 25, onde manteve encontro com os padres e freiras que atuam na diocese. Outro encontro foi com leigos e leigas e demais setores da diocese, quando respondeu questionamentos dos participantes. No segundo dia de visita ele visitou projetos sociais da diocese, além de comunidade rural da paróquia da Catedral de Nossa Senhora do Carmo.

Fonte: alvoradaparintins.com.br