Embrapa Amazônia Ocidental tem 25 projetos aprovados em editais da Fapeam A Embrapa Amazônia Ocidental teve 25 projetos aprovados nos editais de apoio à pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Foram 18 propostas aprovadas para o edital Universal Amazonas e 07 para o edital Amazonas Estratégico, todas envolvendo culturas de interesse do Amazonas e que têm como objetivo principal desenvolver soluções ou a transferência de tecnologias para o desenvolvimento do setor primário do estado. De acordo com o Chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Amazônia Ocidental, Roberval M. B. de Lima o resultado é bastante positivo, uma vez que a equipe de pesquisadores havia enviado 27 propostas para esses editais. Além disso, Lima destaca a importância da captação de recursos para o desenvolvimento de pesquisas, especialmente pelo contingenciamento orçamentário que vem sendo feito pelo Governo Federal. “São recursos que contribuem para o desenvolvimento de novas pesquisas, bem como a continuidade de projetos em andamento, ajudando a manter uma carteira de projetos que atendam demandas do setor produtivo do Amazonas”. O objetivo do edital Fapeam Universal Amazonas é financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, ou de transferência tecnológica, em todas as áreas de conhecimento, que representem contribuição significativa para o desenvolvimento do Estado do Amazonas. Na divulgação dos resultados a Fapeam dividiu as propostas aprovadas em dois grupos: Prioridade 1 – dentro do limite de recursos, onde foram aprovados 11 projetos; e Prioridade 2 – Além do limite de recursos, com 07 propostas aprovadas pela Embrapa Amazônia Ocidental. Os projetos têm vigência de 18 meses. Já o edital Fapeam Amazonas Estratégico tem como objetivo financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, em diferentes linhas temáticas. Com duração de 24 meses, a Embrapa Amazônia Ocidental teve 07 projetos aprovados dentro dessa modalidade. Os projetos da Embrapa Amazônia Ocidental aprovados estão relacionados a diferentes atividades agropecuárias desenvolvidas no estado do Amazonas: piscicultura, guaraná, mandioca/macaxeira, banana, açaí, cupuaçu, seringueira, castanha-do-brasil, plantas medicinais, abacaxi, além de propostas sobre temas como código florestal, manejo florestal, emissão de gases em solos e pesquisas em biologia molecular.

A Embrapa Amazônia Ocidental teve 25 projetos aprovados nos editais de apoio à pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Foram 18 propostas aprovadas para o edital Universal Amazonas e 07 para o edital Amazonas Estratégico, todas envolvendo culturas de interesse do Amazonas e que têm como objetivo principal desenvolver soluções ou a transferência de tecnologias para o desenvolvimento do setor primário do estado.

De acordo com o Chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Amazônia Ocidental, Roberval M. B. de Lima o resultado é bastante positivo, uma vez que a equipe de pesquisadores havia enviado 27 propostas para esses editais. Além disso, Lima destaca a importância da captação de recursos para o desenvolvimento de pesquisas, especialmente pelo contingenciamento orçamentário que vem sendo feito pelo Governo Federal. “São recursos que contribuem para o desenvolvimento de novas pesquisas, bem como a continuidade de projetos em andamento, ajudando a manter uma carteira de projetos que atendam demandas do setor produtivo do Amazonas”.

O objetivo do edital Fapeam Universal Amazonas é financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, ou de transferência tecnológica, em todas as áreas de conhecimento, que representem contribuição significativa para o desenvolvimento do Estado do Amazonas. Na divulgação dos resultados a Fapeam dividiu as propostas aprovadas em dois grupos: Prioridade 1 – dentro do limite de recursos, onde foram aprovados 11 projetos; e Prioridade 2 – Além do limite de recursos, com 07 propostas aprovadas pela Embrapa Amazônia Ocidental. Os projetos têm vigência de 18 meses. Já o edital Fapeam Amazonas Estratégico tem como objetivo financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, em diferentes linhas temáticas. Com duração de 24 meses, a Embrapa Amazônia Ocidental teve 07 projetos aprovados dentro dessa modalidade.

Os projetos da Embrapa Amazônia Ocidental aprovados estão relacionados a diferentes atividades agropecuárias desenvolvidas no estado do Amazonas: piscicultura, guaraná, mandioca/macaxeira, banana, açaí, cupuaçu, seringueira, castanha-do-brasil, plantas medicinais, abacaxi, além de propostas sobre temas como código florestal, manejo florestal, emissão de gases em solos e pesquisas em biologia molecular.