Evolução de Meirelles em pesquisas anima MDB

O Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, o Ipespe, divulgou nesta sexta-feira (13) uma pesquisa com a intenção de votos dos pré-candidatos à presidência da República. A pesquisa foi encomendada pela XP Investimentos e foi realizada entre os dias 9 e 11 de julho.

Em um dos cenários analisados, o pré-candidato à presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, mostra evolução na intenção de voto dos eleitores. Em pesquisa também realizada pelo Ipespe, Meirelles aparecia com 1% da preferência dos eleitores na última semana de junho. A última pesquisa, divulgada instituto na última sexta-feira (13), indicou que Meirelles foi citado por 3% dos entrevistados. A evolução nos números traz ânimo aos seus colegas de partido. Na opinião do deputado Lelo Coimbra, do MDB do Espírito Santo, Meirelles está dando segurança ao seu partido como pré-candidato à presidente.

“Acho que ele cresce. Ele vai se tornando, lentamente, vai dando lentamente segurança ao partido quanto ao seu nome. Acredito que partidariamente ele tenha a aderência necessária para ser o candidato escolhido no dia dois de agosto, que é o dia da nossa convenção”.

Segundo a pesquisa divulgada pelo Ipespe, na última eleição, 51% dos entrevistados definiram os seus votos para presidente após o início do período de campanhas no rádio e na televisão. Apenas 39% dos eleitores afirmaram ter escolhido seus candidatos antes disto. Vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Darcísio Perondi, do MDB gaúcho, acredita que a situação pode se repetir e fazer com que o número de eleitores de Meirelles aumente após o período de campanha nos veículos de comunicação.

“As pesquisas começam a sinalizar. Ele já está em torno de três a cinco porcento. E quando a televisão vai conhecê-lo, vai ver que tem um homem preparado, um homem simples, um homem que estudou em escola pública, que venceu com as suas próprias forças, que acredita no país”.

Segundo Perondi, Meirelles se destaca entre os pré-candidatos por não ser um candidato extremista. Na opinião do parlamentar, o Brasil necessita, nesse momento, de um candidato que não seja radical.

“E vai ser um candidato do meio. O Brasil precisa de um candidato com uma virtude média, não a esquerda radical, que vai desfazer tudo o que nós fizemos na reconstrução do país em dois anos, e nem da direita radical despreparada. É preciso um candidato do meio e ele o é”.

Por outro lado, o deputado Lelo Coimbra destaca a disciplina de Meirelles em seus discursos.

“O candidato Meirelles é, neste momento, o que mais disciplina têm tido no seu discurso em relação aos desafios brasileiros. Não tem, nesse período, nenhum tipo de envolvimento com conflitos, no bate-boca que alguns candidatos têm se envolvido”.

Henrique Meirelles é um executivo da área financeira com sólida carreira internacional e é considerado uma figura respeitada no ambiente financeiro brasileiro. Ele foi ex-Ministro da Fazenda e ocupou o cargo de presidente do Banco Central do Brasil de 2003 a 2011.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes