Falta de educação financeira dos brasileiros mostra seu pior lado nas turbulências

“A cada nova crise e instabilidade do mercado, o investidor paga com dinheiro a sua curva de aprendizado, que ainda deve demorar alguns anos para melhorar”, afirma o Economista, Pedro Coelho Afonso.

A educação financeira é um conjunto de ações, de como investir, da melhor forma de cortar os gastos, como acumular riquezas e multiplicar seus ganhos, mas não consiste somente nisso. Porém, quando consegue acumular recursos o brasileiro que investe, investe mal, tentando sempre acertar o melhor investimento daquele momento. “A ganância e falta de conhecimento são os dois elementos básicos que norteiam mais da metade dos investidores brasileiros. Isso fica evidente nos solavancos que o mercado financeiro produz e resulta em perdas. Se pergunta para a maioria dos investidores que não possuem um planejamento adequado ou assessoria especializada como foi a rentabilidade de seus ativos, muitos responderão que tiveram uma rendimento pífio ou até mesmo prejuízo”, afirma Pedro Coelho Afonso, Economista.

Uma pesquisa realizada pelo Banco Central mostrou que 35% dos brasileiros assumem inadimplência em relação ao pagamento de suas contas e 56% acabam por não fazer orçamento doméstico ou familiar. O estudo concluiu que, mesmo com a intenção de equilibrar o orçamento, na prática, se comportam de forma contraditória. “O brasileiro até hoje não aprendeu a investir e grande parte não busca assessoria de especialistas. A cada nova crise e instabilidade do mercado o investidor paga com dinheiro a sua curva de aprendizado, que ainda deve demorar alguns anos para melhorar”, finaliza Pedro.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) realizou um estudo com 30 nações sobre as comunidades que lidam de uma pior forma com o dinheiro, o Brasil ficou na 27° posição, provando que é positiva a dificuldade do brasileiro em conseguir manter um controle financeiro. Portanto, é necessária uma mudança na maneira como as pessoas encaram as suas vidas financeiras, entendendo que o controle é fundamental para alcançar a estabilidade.

Sobre – Pedro Coelho Afonso

Economista e graduado em relações internacionais Pedro Afonso possui mais de 12 anos de experiência no mercado financeiro, passando por grandes instituições, sempre na área de gestão de investimentos, como o Banco Santander, Rio Bravo e Nest Asset Management. Especialista em investimentos, Pedro Afonso procura mostrar de forma simples todos os produtos disponíveis hoje no mercado financeiro e traçar a melhor estratégia de diversificação para cada perfil de investidor, sempre focando em preservar o seu capital.