Foragido é recapturado, dois são presos com arma de fogo e três motocicletas são apreendidas em operação Cavalo de Aço

Dois homens foram presos em um carro, com uma arma de fogo, após suspeitas de realizar arrastões na zona leste de Manaus, e um foragido do regime semiaberto foi recapturado em mais uma fase da operação “Cavalo de Aço”, deflagrada na noite deste sábado (23/06) em todas as regiões da capital. Outras três pessoas foram detidas por suspeita de prática de roubos. Os suspeitos foram identificados, prestaram esclarecimentos nas delegacias, e foram liberados.

A operação integrada Cavalo de Aço foi comandada pelo secretário de Segurança, coronel da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Anézio Paiva, e envolveu policiais civis e militares, e agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop). Mais de 1 mil pessoas foram abordadas nas barreiras de fiscalizações. Além disso, 157 carros, 241 motos, 38 mototáxis, 17 táxis foram abordados e cinco bares da capital foram fiscalizados.

No bairro Novo Aleixo, zona norte, os policiais prenderam Railson Ferreira dos Santos, em flagrante, por porte ilegal de arma de fogo, e Cristiano Cavalcante da Costa, que tinha um mandado em aberto por roubo. Uma mulher, que estava com os dois, foi liberada uma vez que não houve registro de furtos e roubos que pudessem incriminá-la, até o momento. “Nós recebemos a informação de que três pessoas em um carro Citroen estariam cometendo roubos no bairro Coroado (zona leste de Manaus). Nós identificamos o veículo em atitude suspeita e chegamos ao trio”, explicou o comandante do Comandante de Policiamento de Área (CPA) Sul, tenente-coronel César Andrade.

O caso foi encaminhado ao 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Flores, zona centro-sul, que funciona como Central de Flagrante da área. Railson estava na parte de trás do carro, com o revólver calibre 38. Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. “A Cavalo de Aço reúne várias ações entre as forças policiais. Todas as zonas da cidade receberam o policiamento ostensivo, com militares de todos os Comandos de Policiamento de Áreas (CPAs), e com o efetivo da Polícia Civil, de todos os 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs), fazendo barreiras policiais, incursões em eventos juninos. Tudo para garantir a tranquilidade e segurança dos brincantes”, disse o secretário de segurança.

Coordenados pelo Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), 70 policiais civis e 20 viaturas foram destacados para a missão. “Nós estivemos em todas as zonas da cidade, com as barreiras policiais e fazendo o trabalho de polícia judiciária, lavrando flagrantes e também orientando a população”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito.

Ocorrências – No Beco Prosperidade, no bairro da Compensa, zona oeste, Elias Junio Feitosa Ramos, de 26 anos de idade, foragido do regime semiaberto, foi preso durante a abordagem policial realizada pela equipe do delegado Guilherme Torres. Ele foi condenado em abril de 2017 por roubo a mão armada a cinco anos e quatro meses de prisão em regime semiaberto e estava foragido desde então.

Na zona leste, três motocicletas, sendo duas na barreira montada na rua Circular 2, foram apreendidas por estarem com documentação irregular. “Em dois casos, a documentação está irregular, falta de pagamento do licenciamento. Já a terceira motocicleta, o condutor sequer apresentou a documentação do veículo e a habilitação”, explicou o Coronel Wirlley Abdala, comandante do Policiamento Metropolitano da PM.

Operação chega a Parintins

A Polícia Civil do Amazonas deflagrou na noite de sábado (23/06), no município de Parintins, distante 369 quilômetros em linha reta da capital, a operação “Cavalo de Aço”, que teve como objetivo coibir práticas criminosas, além de proporcionar mais segurança a população daquele município.

Durante os trabalhos, bares foram fiscalizados e cerca de 800 clientes dos estabelecimentos comerciais foram abordados. Duas motocicletas foram apreendidas com restrições de roubo, um simulacro de arma de fogo, além de uma arma branca foram apreendidos. Coordenada pelo delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Antonio Chicre Neto, a ação iniciou por volta das 21h, e seguiu até a madrugada deste domingo (24/06).

Ao longo da operação “Cavalo de Aço” em Parintins, as equipes percorreram bares e casas de shows situados nos bairros Centro, União, Paulo Correa, Castanhal, Francesa, além da primeira e segunda etapas do bairro Itaúna. Veículos também foram alvos de fiscalização pelos policiais civis. Um homem, que estava portando um simulacro de arma de fogo, foi conduzido à Delegacia Interativa de Polícia (DIP) para prestar esclarecimentos. A ação é parte do trabalho de policiamento para o Festival Folclórico de Parintins.

FOTO: VALDO LEÃO/SSP-AM