Governo do AM fecha mais de R$ 5 milhões em contratos sem licitação com universidade do Ceará

Manaus – O governo de Amazonino Mendes ainda continua sendo alvo de reclamações por manter contratos sem licitação pública. Desta vez, pelo menos, nove secretarias e órgãos dispensaram licitação para contratar a Universidade Patativa do Assaré (UPA), do Ceará, para recrutamento e seleção de estagiários no Amazonas.

Os contratos estão orçados ao custo total de R$ 5,6 milhões, que compreende o pagamento da ‘bolsa’ aos estagiários e a taxa de administração. Deste valor, a maior parte vai para serviços prestados à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que  deve pagar R$ 1,5 milhão pelos serviços para contratar 184 estagiários.

O Instituto de Proteção Ambiental do
Amazonas (lpaam) também dispensou licitação para contratar a UPA ao custo de R$ 863 mil. O governo do Amazonas ainda não se pronunciou sobre as denúncias.

Compartilhe