Governo do Amazonas capacita policiais militares que atuarão no Festival Folclórico de Parintins

Cerca de 500 policiais militares que vão atuar diretamente na segurança durante o 53º Festival Folclórico de Parintins participarão do Estágio de Capacitação Profissional (Ecap), organizado pela Polícia Militar do Estado do Amazonas (PMAM), como ocorre todos os anos.

Em 2018, a Polícia Militar contará com o apoio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), no qual será responsável pelo Workshop de Excelência no Atendimento ao Turista. O workshop ocorrerá em duas etapas: a primeira será dia 18 de junho, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, a partir das 8h.

Já em Parintins, o workshop para o efetivo local será realizado dia 21 de junho, em local a ser definido pela PMAM, tendo como público-alvo: Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Civil e Militar, efetivos das Delegacias e Guardas Municipais. O objetivo da ação é orientar os policiais militares para o cumprimento da missão de preservar a ordem pública durante o Festival, mediante a um policiamento de excelência com ações ostensivas e preventivas, em interação com a sociedade local.

“Além disso, o workshop tem o objetivo de prover conhecimentos aos policiais a desenvolverem padrões de atitudes e de comportamentos, princípios relevantes para que o turista e a população local sejam tratados de maneira cortês e orientados da melhor forma possível, seguindo as orientações do governador Amazonino Mendes”, informou o presidente da Amazonastur, Orsine Junior.

Temas – Durante o workshop, o comandante da Politur, tenente Barreto, e o professor Francisco Girão, da Gerência de Programas e Projetos da Amazonastur, vão abordar temas ligados ao Turismo como fonte geradora de emprego e renda; Turismo de Eventos; Qualidade no Atendimento ao Turista; Atendimento de ocorrências envolvendo turistas nacionais e estrangeiros; Público nos Grandes Eventos; Legislação em Grandes Eventos; Conduta do Policial Militar nos Grandes Eventos, além de temas específicos voltados para a atuação militar.

FOTO: DIVULGAÇÃO/AMAZONASTUR