Homem dá carona para dupla e acaba morto a tiros enquanto dirigia

A frase carona da morte já foi usada no cinema e representa bem o que viveu o ferreiro Eduardo Daniel Barbosa da Silva, de 34 anos, na madrugada desta segunda-feira (27). Após dar carona para dois homens, ele foi morto com nove tiros na cabeça pelos próprios passageiros.

De acordo com a polícia, a vítima era investigado por tráfico de drogas e homicídio. O crime ocorreu na rua Monsenhor Alcides Peixoto, no conjunto João Paulo II, no bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus.

Uma pessoa contou à polícia que a vítima  recebeu uma ligação telefônica para ir buscar dois amigos. Ele seguiu ate o ponto de encontro e deu carona para os homens, que se tornariam seus assassinos. Ela estava dentro do carro quando os dois homens atiraram no ferreiro, ue ainda tentou revidar, mas foi atingido na cabeça. Ele perdeu o controle do veículo, um Pálio, e invadiu a calçada.

 

A mulher grávida desmaiou e os três amigos fugiram, mas um deles foi detido pela 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). A arma de fogo que pertenceria à vítima não foi encontrada no local.

Os policiais militares foram acionados e isolaram a área até a chegada da perícia. A vítima foi assassinada com projéteis de pistola PT.40.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) iniciou as investigações e vai apurar se o crime tem ligação com tráfico de entorpecentes. Eduardo da Silva já tinha sido indiciado por homicídio e tráfico de drogas. A família dele não quis falar sobre as circunstâncias da morte.

A testemunha acabou desmaiando e foi poupada pelos assassinos, que fugiram do local. O corpo de Eduardo Daniel foi recolhido pelo Instituto Médico Legal e a Delegacia Especializada em homicídios e sequestros investiga o crime.

Compartilhe