Homem envolvido em roubo de arma de fogo em fábrica de cimento é preso

A equipe de investigação do 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP) cumpriu na manhã desta sexta-feira (24/8), por volta das 11h, mandado de prisão preventiva por roubo majorado em nome de Edileno Oliveira do Carmo, 30, investigado por roubar, no dia 16 de agosto deste ano, um revólver calibre 38 de um segurança de uma fábrica de cimento situada no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste da capital.

De acordo com o delegado Wenceslan Queiroz, titular da unidade policial, a ordem judicial em nome de Edileno foi expedida no dia 21 de agosto deste ano, pelo juiz Alcides Carvalho Vieira Filho, do Plantão Criminal, após a vítima, um vigilante da fábrica, formalizar a denúncia na unidade policial e reconhecer o infrator em uma fotografia. A prisão foi efetuada em uma área de invasão no bairro Colônia Antônio Aleixo.

“No dia do delito Edileno, juntamente com um comparsa, portando armas de fogo, abordaram o funcionário do estabelecimento e o ameaçaram de morte, caso ele os denunciasse à polícia. Em seguida, os infratores subtraíram o revólver calibre 38 utilizado pelo vigilante no trabalho. A vítima relatou que a dupla agiu com extrema violência, apontando as armas para a cabeça dela”, explicou o delegado.

Conforme o titular do 28º DIP, o infrator também é investigado pela venda ilegal de lotes naquela área. “Recebemos denúncias de que Edileno faz parte de um grupo criminoso que vem provocando desmatamento naquela região, além de ligação clandestina de energia elétrica e extorsão de populares naquele local”, disse.

Edileno foi indiciado por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Disque-Denúncia – Para concluir, a autoridade policial pede às pessoas que possam colaborar com informações sobre a identidade e localização do comparsa de Edileno, para ligarem ao número (92) 99269-7830, o disque-denúncia do 28º DIP. “Também disponibilizamos o 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu.

FOTO: Divulgação / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.