Homem que contava dinheiro e bens apreendidos das vítimas de Hitler morre na Polônia aos 96 anos

© Getty Images

O ex-oficial da força paramilitar nazista (SS) Oskar Gröning, mais conhecido como o “contador de Auschwitz”, morreu nesta segunda-feira (12), aos 96 anos de idade. Ele estava internado em um hospital.

Gröning era o encarregado de contar o dinheiro e os bens apreendidos das vítimas de Auschwitz, campo de concentração e extermínio montado pelo regime de Adolf Hitler na Polônia. Em 2015, o ex-oficial da SS havia sido condenado a quatro anos de prisão pela cumplicidade na morte de 300 mil pessoas.

O dinheiro apreendido em Auschwitz era enviado para a SS em Berlim, ajudando a dar sustentação financeira ao nazismo. Os advogados de Gröning tentaram evitar o cumprimento da pena, alegando motivos de saúde, mas, em dezembro passado, o Tribunal Constitucional Federal da Alemanha rejeitou o pedido.

Além disso, o ex-oficial nazista também teve um indulto negado pela Justiça, em 17 de janeiro de 2018. Ele chegou a admitir sua culpa “moral” e a pedir perdão ao povo judeu pelos seus crimes.

Com informações da ANSA e Minuto ao Minuto