Incêndio de grandes proporções atinge panificadora no Dom Pedro

incêndio
O incêndio iniciou no terceiro piso por volta das 13h e as chamas rapidamente se espalharam pelo prédio – foto: Ricardo Oliveira

EM TEMPO

O incêndio iniciou no terceiro piso por volta das 13h e as chamas rapidamente se espalharam pelo prédio – foto: Ricardo Oliveira

Um incêndio de grandes proporções atingiu, na tarde deste sábado (3), a panificadora Conde do Pão, localizada na avenida Dom Pedro, bairro de mesmo nome, na Zona Oeste de Manaus.

O fogo começou por volta das 12h40 e as chamas rapidamente se espalharam. Parte da estrutura do terceiro piso desabou.

O Corpo de Bombeiros trabalhou no controle do sinistro com 30 homens, em onze veículos de combate a incêndio, com 45 mil litros d’água.O fogo só foi controlado às 15h.

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, Janderson Lopes, não houve vítimas, apenas um soldado da corporação, identificado como Edivaldo, inalou fumaça e foi encaminhado ao Hospital e Pronto-socorro 28 de agosto.

Ainda conforme o tenente, uma funcionária da panificadora, Jéssica Ribeiro, 21, passou mal e foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel Urgência (Samu).

Lopes ainda informou que o terceiro andar do prédio corre risco de desabamento e uma casa atrás do estabelecimento foi evacuada. Os moradores só poderão voltar a residência após pericia da Defesa Civil.

De acordo com um funcionário, que não quis se identificar, cerca de 100 pessoas estavam no local e o sinistro teria iniciado em uma máquina de imprensar salgado no terceiro andar do prédio.

A filha do proprietário, que também não quis se identificar, contou a reportagem do EM TEMPO Online que o prejuízo poderia ser menor se não fosse à falta de estrutura do corpo de bombeiros e a ausência de um hidrante no local.

Os proprietários da panificadora não quiseram comentar sobre o incêndio e afirmaram que só poderão calcular o prejuízo após a perícia da Defesa Civil e Polícia Civil.

O caso foi encaminhado para o 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Com informações de Josemar Antunes (Especial EM TEMPO Online)