Inflação cai 0,09% em agosto

A inflação do Brasil teve uma queda de 0,09% no mês de agosto, em comparação à julho. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (6) pelo IBGE. Segundo os dados do IPCA, a marca de agosto é a menor para o mês desde 1998.

Levando em conta as capitais brasileiras, Goiânia foi a que registrou o maior aumento na inflação, com crescimento de 0,30%. Segundo o IBGE, a alta na conta de energia elétrica foi um dos fatores que afetaram o resultado. O menor índice foi registrado em Brasília, queda de 0,72%.

Segundo o gerente de pesquisa do IBGE, Fernando Gonçalves, é necessário analisar diversos setores da economia para compor os números da pesquisa. No mês analisado, segundo o especialista, três segmentos contribuíram para a chamada deflação, ou seja, a variação negativa da inflação.

“A passagem aérea veio com queda. Foi o maior impacto negativa no índice, contribuindo para que o índice ficasse negativo. Também teve os combustíveis como gasolina e etanol, por exemplo. E também os alimentos. O grupo de alimentos veio pelo segundo mês consecutivo com deflação. Então, esse conjunto de fatores faz com que a gente registre essa queda média, do valor médio, do nível de preços.”

Entre os produtos que tiveram quedas em seus preços, Fernando Gonçalves ressaltou que a cebola, a batata, o tomate e o leite ajudaram a puxar o índice para baixo.

O setor de alimentos ajudou na diminuição do IPCA em agosto

Reportagem, Raphael Costa