INTERNACIONAL: Descoberta em nanotecnologia garante Nobel de Química a três cientistas europeus

O cientista francês Jean-Pierre Sauvage, o holandês Bernard Feringa e o britânico James Stoddart conquistaram o Prêmio Nobel de Química de 2016 nesta quarta-feira (5) pelo desenvolvimento de máquinas moleculares.
Os três pesquisadores foram escolhidos pela Academia Real Sueca de Ciências porque construíram dispositivos moleculares com movimentos controlados que podem realizar tarefas com a adição de energia, o que representa uma grande evolução para a nanotecnologia. Para a Academia Real, as máquinas moleculares provavelmente serão usadas para a criação de novos materiais, sensores e sistemas de armazenamento de energia.

Na segunda-feira (3) o Nobel de Medicina e Fisiologia foi dado ao médico japonês Yoshinori Ohsumi. O médico levou o prêmio pelas descobertas sobre os mecanismos de autofagia, um processo pelo qual as células “digerem” partes de si mesmas. Nesta sexta-feira (7), será anunciado o vencedor do Nobel da Paz.

Reportagem, Bruna Goularte