Isso que o PT armou é uma fraude, afirma Ciro Gomes

O presidenciável Ciro Gomes afirmou que o Partido dos Trabalhadores (PT) está manipulando a população para manter a candidatura do ex-presidente Lula, preso pela Operação Lava Jato desde abril.

Durante entrevista para a revista Carta Capital, na noite desta terça-feira (14), o pedetista alegou, também, que uma possível candidatura de Fernando Haddad à presidência e Manuela D’Ávila como vice levará o Brasil para a “beira do abismo”.

Em tom de indignação, Ciro Gomes declarou que foi “bombardeado” pelo PT, durante 48 horas, que tentou convencê-lo a ser vice da chapa de Lula. Ele alegou que o convite foi feito mesmo após a homologação de sua candidatura à presidência pelo PDT.

“É uma falta de respeito, é uma espécie de escalada de fraude contra uma imensa quantidade de brasileiros. Eu não vou votar na direita brasileira, não vou fazer como a Marina que o PT empurrou para a direita, eu não vou. Portanto, calma é o que eu estou pedindo às pessoas, vamos para cima, vamos ganhar deles e deixar as portas abertas para a gente fazer o que tem que ser feito pelo Brasil”.

Contudo, ainda sem colocar o PT no posto de inimigo, Ciro disse que negou o convite para ser ministro do segundo mandato de Lula, pois há anos não concorda mais com ações petistas. Ele criticou, ainda, o atual mandato do MDB. Segundo ele, o governo de Michel Temer é “golpista, anti-pobre e anti-nacional”.

Reportagem, Clara Sasse