Juiz afasta promotor denunciado por prefeito de Coari

O juiz de Direito, Fábio Lopes Alfaia, da 1ª. Vara da Comarca de Coari ( a 370 quilômetros de Manaus), determinou, nesta terça-feira (03), o afastamento do promotor de Justiça, Weslei Machado, que atua no processo contra o prefeito Adail Filho, no qual ele é réu acusado de supostamente coagir e comprar testemunhas no caso de pedofilia envolvendo o ex-prefeito Adail Pinheiro, pai do atual chefe do executivo. O magistrado julgou o promotor suspeito para atuar no caso.

“Declaro a suspeição do promotor de Justiça Weslei Machado, devendo-se proceder a sua substituição neste feito”, sentencia o juiz Fábio Alfaia. O motivo, segundo o magistrado, está fundamentado na existência de ‘desiquilíbrio’ e a ‘inimizade capital’ entre promotor e prefeito Adail Filho. Este mês, o prefeito acusou o promotor de integrar um esquema criminoso para afastá-lo do cargo.

O promotor Weslei Machado pediu por sete vezes o afastamento do prefeito do cargo por suposto desvio de recursos públicos, na gestão dele.

Compartilhe