Líderes mais admirados do mundo tem foco em desenvolver habilidades da equipe

Uma pesquisa realizada pela Cia. dos Talentos em parceria com a Nextview People, em 2017, mostrou que a maioria dos entrevistados prefere trabalhar com líderes “focados em desenvolver as habilidades da equipe”. Por isso não se engane, uma boa liderança nada tem a ver com talento, mas sim com preparo e conhecimento. “Se você almeja um cargo de liderança acumule experiências, estude, priorize o sucesso dos relacionamentos, para ser um bom líder”, orienta o mentor em Networking e especialista em relacionamentos, Roque Gonçalves.

A pesquisa ouviu mais de 113 mil profissionais, sendo 65,8 mil jovens e recém-formados, em nove países da América Latina. Do total de participantes, 82 mil eram brasileiros. Dos jovens entrevistados, 71% afirmaram que preferem trabalhar com líderes que explorem as habilidades do grupo e 29% com líderes referência em sua área de atuação. Pouco mais da metade dos jovens entrevistados (56%) disseram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com o emprego atual.

Bill Gates, o fundador da Microsoft e homem mais rico do mundo, é também o líder mais admirado pelos jovens brasileiros e de oito países América-Latina. O brasileiro Jorge Paulo Lemann, homem mais rico do Brasil, aparece em segundo lugar da lista. Steve Jobs, fundador da Apple, é o terceiro líder mais admirado. Os três nomes são fonte de inspiração para “atingir metas” e “ter foco”. Na lista dos líderes mais admirados pelos jovens ainda aparecem o ex-presidente Barack Obama, o apresentador Silvio Santos.

“Ser líder nada tem a ver com ser chefe. O conceito de ‘chefe’ define o comando, designação de tarefas e administração de equipe. O líder é aquele que participa, se faz presente, se interessa pelo grupo e preza pelo desenvolvimento de cada um; ele é motivador, agregador e consequentemente admirado por isso”, destaca Gonçalves.

Investir em autoconhecimento, trocar experiências e manter a rede de contatos sempre atualizada pode sim fazer a diferença para aquele que pensa em ser tornar um líder de sucesso. “Essa pesquisa só comprova ainda mais que a preocupação com o bom relacionamento dentro das empresas é vital para motivar essa nova geração. Se preocupar realmente com o próximo e ter uma relação positiva, traz resultados não só para a empresa, mas para o líder e o colaborador”, finaliza.

Roque Gonçalves é palestrante e treinador, especialista em Networking. Formado em Liderança, Inteligência Interpessoal e Comunicação Eficaz pelo Grupo Master Mind; Professional Coaching Practitioner pela Abracoaching, possui experiência de mais de 5 anos em Network Marketing, ministrando treinamentos e palestras motivacionais para o mais diversos grupos de pessoas.