Manaus ganha primeiro lugar no Brasil em Educação de Trânsito

O trabalho em educação de trânsito desenvolvido pela Prefeitura de Manaus foi reconhecido nacionalmente e conquistou o primeiro lugar do “XVI Prêmio Denatran de Educação no Trânsito 2017”, na categoria Programa de Educação no Trânsito. O prêmio é realizado anualmente pelo Departamento Nacional de Trânsito do Governo Federal (Denatran) e tem como principal objetivo incentivar a produção de trabalhos técnicos, científicos e artísticos voltados ao tema.

O Catálogo de Jogos do “Projeto Transversalizando o Trânsito”, idealizado pelos educadores do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), foi selecionado como o melhor programa de educação de trânsito do Brasil. A publicação mostra uma sequência de 155 jogos com a temática trânsito, produzidos com material reciclado e desenvolvidos por alunos das escolas da rede municipal de ensino incluídas no projeto, durante o ano de 2016, em parceria com as secretarias municipais de Educação (Semed), de Saúde (Semsa) e Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

O diretor-presidente do Manaustrans, Franklin Pinto, destacou que a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, entre outras ações, priorizou as atividades de educação de trânsito, que são diárias e constantes.

A ideia do Catálogo de Jogos é uma das inúmeras atividades dos educadores de trânsito do município de Manaus. Todos os dias eles saem da sede do Manaustrans com a missão de compartilhar mensagens que salvam vidas no trânsito. As informações são distribuídas em todas as zonas da cidade para pedestres, condutores, estudantes e colaboradores de empresas públicas e privadas.

A diretora do Departamento de Educação e Estatística do Manaustrans, Minuza Lira, explicou que para cada jogo apresentado, seguem as orientações de como jogar e qual o aprendizado que resulta naquela atividade. “Nas páginas do Catálogo de Jogos há tabuleiro, jogo de memória, quebra-cabeças, carrinhos, mini cidades e simulações de circulação de trânsito nas vias.”

O “Projeto Transversalizando o Trânsito”, lançado em 2011, deu início ao processo de inserção do tema trânsito nas unidades de ensino, com a proposta pedagógica de formação dos profissionais da educação, professores, pedagogos e gestores. Essa dinâmica foi ampliada nos anos seguintes para 505 escolas públicas, inclusive todas as unidades da Semed, tanto na zona urbana, quanto rural ribeirinha e rodoviária.