Matador profissional é preso e vai responder pela morte de 10 pessoas em Manaus

A integração das forças de segurança culminou na prisão em flagrante, por uso de documento falso, e cumprimento de mandado de prisão preventiva por latrocínio, de Diego Da Silva Litaiff, conhecido como Mano DG, de 29 anos.

Ele é apontado como autor/mandante de vários crimes na capital amazonense. Ele foi apresentado à imprensa na manhã desta quarta-feira (15).

Veja a lista de crimes cometidos por ele:

1) Caso Latrocínio:

A Vítima do latrocínio foi Antônio Alves de Souza, fato ocorrido em 04/03/2017, na rua Nossa Senhora de Fátima, bairro Santa Etelvina.

2) Caso Homicídio:

Vítima Jeike Souza dos Santos, fato ocorrido em 25/04/2017, na rua 31 de março, bairro Colonia Santo antonio

3) Caso Homicídio:

Vítima Erick Wesley Santos da Costa, fato ocorrido em 02/12/2017, na rua natal, bairro Colonia Santo Antonio

4) Caso Homicídio:

Vítima Davit Sanatana da Costa, fato ocorrido em 01/10/2015, na rua Estrela de David, comunidade José Bonifácio, bairro Colonia Santo Antonio.

5) Caso Homicídio:

Vítima Deivid Nascimento da Silva, vulgo “Mário”, fato ocorrido em 05/01/2017, na rua São Lázaro, bairro Colônia Terra nova;

6) Caso Homicídio:

Vítima Delciney Rocha Monteiro, fato ocorrido 24/05/2018, na rua Gabriel Gomes da Silva, bairro Colônia Santo Antônio

7) Caso Homicídio:

Vítima Genilson Ferreira Mariano, vulgo “Bode”, fato ocorrido 06/01/2017, na rua Rodrigo Guedes, bairro Novo Israel.

8) Caso Homicídio:

Vítima Alisson Gomes Bohadana, vulgo “SAPO” ou “SAPINHO”, fato ocorrido no dia 06/01/2017 na rua Monte Horebe, bairro Colônia Santo Antônio

9) Caso Homicídio:

Vítima Paulo Ricardo Marinho Cardoso, fato ocorrido em 06/01/2017, na rua Gabriel Gomes da Silva, bairro Colônia Santo Antônio

10) Caso Homicídio:

Vítima Kaik Silva Pontes, fato ocorrido em 20/01/2017, na rua Marechal Hermes, Comundiade José Bonifácio, bairro Colônia Santo Antônio.

Diego será encaminhado a audiência de custódia, contudo continuará preso devido a preventiva que estava em aberto.

Compartilhe