Meirelles declara que ‘contraste de biografias’ entre ele e Calheiros o favorece

Foto: (José Cruz/Agência Brasil)

O pré-candidato à presidência da República pelo MDB, Henrique Meirelles, respondeu, mais uma vez, as críticas que vem recebendo do colega de partido, o senador Renan Calheiros, de Alagoas.

Nesta semana, durante evento em Brasília para discutir problemas de mobilidade urbana, Meirelles disse que existe um ‘contraste de biografias’ que separam as histórias do presidenciável e do senador alagoano.

“O que eu tenho ouvido é que essa manifestação do senador me favorece porque mostra o contraste de biografias. Eu tenho uma biografia de serviços prestados. Eu fui presidente do Banco Central durante oito anos, naquela época milhões de brasileiros saíram da pobreza e entraram para a classe média. No ministério da Fazenda, eu tirei o Brasil da maior recessão da história. Então, é muito positivo que se estabeleçam alguns contrastes e que as pessoas possam olhar e comparar”.

O ex-ministro da Fazenda garante que não há divisão dentro do MDB sobre quem apoiar para a corrida presidencial. Segundo ele, sua pré-candidatura já tem o apoio da “ampla maioria” do partido. No entanto, em entrevista ao site Metrópoles, o presidenciável ressaltou que divergências são fundamentais para o debate democrático.

“O MDB tem uma característica, é um partido com comandos estaduais, o que acho positivo. Porque é um partido que não é de só um dono. É um partido que tem base no Brasil todo e comandos regionais. Eu tenho apoio da grande maioria, eu tenho uma ou outra divergência e é bom porque traça a diferença”.

Sobre possíveis alianças, Henrique Meirelles não revelou com quais partidos está conversando, mas disse que está em contato “com número importante de legendas”, entre elas as do chamado ‘centro democrático’.

Reportagem, Juliana Gonçalves