Ministério da Saúde lança serviço combate à Fake News

Você já ouviu falar de Fake News? Esse é o termo usado para identificar notícias falsas. Infelizmente, a saúde tem sido alvo desse tipo de conteúdo que, sem nenhum respaldo científico, dissemina tratamentos milagrosos para doenças graves como câncer, afirma que vacinas podem ser prejudiciais à saúde, e distribui outras informações que não são verdadeiras. Como resultado, as Fake News geram insegurança e têm impacto direto na saúde como mostra a Secretária de Atenção à Saúde, Inês Gadelha.

“O que mais prejudicou e tem prejudicado [a saúde] é a notícia sobre por exemplo, os efeitos de vacina: como se vacina produzisse gravidez, como se vacina atrapalhasse o crescimento das crianças… E o que nós estamos vendo como prejuízo é uma diminuição da cobertura vacinal. Infelizmente estou temendo muito ver daqui 10 anos, ou menos, crianças de novo nascendo com poliomielite; já estamos enfrentando epidemia de sarampo, o retorno do sarampo”.

Para evitar que você e seus familiares sejam alvo de informações falsas, o Ministério da Saúde lançou seu próprio canal no WhatsApp “Saúde Sem Fake News”. A partir de agora, você pode enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação é verdadeira ou falsa. Após a análise da área técnica da pasta, você receberá um selo oficial explicando se a informação procede, ou não. Anote o número do nosso WhatsApp: (61) 99289-4640. Repetindo: (61) 99289-4640. Mas preste atenção: nosso WhatsApp é exclusivo para o recebimento de Fake News e não deve ser utilizado como um serviço de atendimento ao cidadão. Esse serviço é feito pelo número 136.

Reportagem, Aline do Valle