Morgan Freeman é acusado de assédio sexual por oito mulheres

Foto – reprodução

Uma assistente de produção do filme “Despedida em grande estilo” denunciou à CNN que, em 2015, foi assediada por vários meses pelo ator Morgan Freeman, 80 anos, durante as gravações. Ela alega que Freeman a submeteve a toques indesejados e comentava sobre suas roupas diariamente. O ator ainda colocava a mão dele na parte inferior das costas dela ou esfregava. A assistente disse ainda que Freeman tentou levantar as saias dela perguntando se estava usando calcinha.

De acordo com o depoimento à CNN, ele nunca chegou a levantar a saia de fato, mas ele a tocava e tentava levantá-la, então ela se afastava, e ele tentava novamente. A denunciante disse que Alan Arkin fez um comentário falando para ele parar e Morgan ficou apavorado e não sabia o que dizer.

Ao todo, 16 pessoas falaram à CNN sobre Freeman como parte da investigação. Oito das quais disseram que foram vítimas de assédio. As outras oito disseram que testemunharam a conduta de Freeman. Essas 16 pessoas juntas descreveram um padrão de comportamento inadequado de Freeman nos sets de filmagens, enquanto promoviam seus filmes e em sua produtora Revelations Entertainment.

Uma outra mulher, que era integrante sênior da equipe de produção do filme “Truque de Mestre”, em 2012, disse à CNN que Freeman assediava sexualmente a ela e a sua assistente em várias ocasiões, fazendo comentários sobre seus corpos.

DESCULPA

Após as denúncias terem vindo à tona, Morgan Freeman divulgou uma declaração através do seu publicista dizendo que nunca foi sua intenção deixar alguém desconfortável e pedindo desculpas para todas as pessoas que se sentiram incomodadas ou desrespeitadas pelas suas atitudes, segundo a Associated Press.

Com informações do Minuto ao Minuto