Motorista do 450 é morto em troca de tiros após passageiro reagir a assalto em Manaus

Manaus – O motorista Francisco Araújo da Silva, de 51 anos, foi morto durante u assalto ao ônibus da linha 450, na noite desta quinta-feira (14). O caso aconteceu na avenida Max Teixeira, no bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus. Um dos suspeitos foi baleado no pescoço por um “justiceiro” e deu entrada no Hospital e Platão Araújo.

De acordo com testemunhas, os suspeitos anunciaram o assalto no coletivo e minutos depois, um passageiro retirou a arma da cintura e atirou diversas vezes contra acusado. O comparsa dele teria revidado e baleou o motorista na região lombar.

Francisco morreu na hora, ainda sentado no banco do motorista. Já o suspeito baleado se fingiu de morto para não ser agredido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na zona Leste da cidade, mas morreu minutos depois.

O motorista trabalhava há um ano e meio na empresa viação São Pedro e era um dos motoristas mais queridos. Diversos rodoviários foram para o local do crime e estavam revoltados. Cerca de 150 ônibus foram recolhidos pelos profissionais e luto pela morte do colega. Eles exigem mais segurança no transporte coletivo e ameaçam paralisar a frota nesta sexta-feira (15).

O irmão de Francisco esteve no local do crime e estava revoltado. Ele pediu medidas das autoridades para dar segurança aos profissionais e usuários do transporte público. O homem ainda informou que o motorista sairia de férias daqui a uma semana.

Veja vídeo: