Mototaxista é denunciado por descumprir medida protetiva e agredir fisicamente a ex-mulher

A Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) cumpriu na tarde de quinta-feira (26/7), por volta das 15h, mandado de prisão preventiva em nome de um mototaxista de 39 anos, denunciado por descumprir medidas protetivas impostas a ele.

De acordo com a delegada Débora Mafra, a ex-companheira do infrator, uma mulher de 39 anos, procurou a equipe da especializada no dia 14 de maio deste ano para informar que o mototaxista a havia ameaçado de morte, pois não aceitava o fim do relacionamento. Diante disso, foi representado à Justiça medida protetiva em benefício da mulher.

“No último dia 3 de julho deste ano, após ele tomar ciência sobre a medida protetiva, ele ofendeu a ex-companheira, utilizando palavras de baixo calão, e desferiu socos no rosto dela, mesmo tendo conhecimento de que não podia mais se aproximar da vítima, em decorrência de medida protetiva em benefício dela. Diante disso, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome dele”, explicou Mafra.

A ordem judicial foi expedida no dia 19 de julho deste ano, pelo juíz Jorsenildo Dourado do Nascimento, do 3º Juizado Especializado no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Maria da Penha). Após a expedição do documento, a equipe da DECCM se deslocou até a residência onde o infrator estava, situada na rua Paulino Gomes, bairro Petrópolis, zona sul de Manaus, onde ele foi preso. Logo após a conclusão dos procedimentos cabíveis na DECCM, o infrator será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.