Mutirão da Defensoria Pública realiza atendimentos em Eirunepé que somam 303 atos

Defensores públicos atenderam questões na área de família, cível e criminal, além de cumprirem pauta de audiências, incluindo julgamentos no Tribunal do Júri

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) realizou atendimentos em Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus) que geraram 303 atos, entre ofícios, encaminhamentos, marcação de conciliação, consultas e orientações. Os atendimentos foram feitos no mutirão realizado na última semana, de 19 a 22 de junho, de terça a sexta-feira. A ação teve como objetivo desafogar a demanda de assistência jurídica da população do município.

Uma equipe de 4 defensores públicos, 2 assessores e 1 servidor de informática foi enviada ao município para realizar o atendimento à população na área de família, cível, criminal, no horário de 8h às 18h, no Fórum da cidade. Os defensores públicos também cumpriram uma pauta de audiências, incluindo julgamentos no Tribunal do Júri.

Participaram do mutirão o subdefensor público geral do Estado Antonio Cavalcante de Albuquerque Junior, e os defensores públicos Ana Karoline dos Santos Pinto, Ricardo Queiroz de Paiva e Marco Aurélio Martins da Silva, além dos servidores. A equipe também participou de um julgamento no Tribunal do Júri e 9 audiências judiciais, além dos atendimentos à população e 7 análises processuais de presos com advogado constituído.

O subdefensor geral, Antonio Cavalcante, explica que o município de Eirunepé foi escolhido por se tratar de uma cidade com mais de 40 mil habitantes e que tem vocação para receber um polo da DPE. Periodicamente, a Defensoria Pública tem realizado mutirões de atendimento no interior.