Novo desembargador Délcio Santos toma posse

O governador Amazonino Mendes participou, nesta segunda-feira (18/06), da posse do novo desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), o advogado Délcio Luís Santos. O magistrado foi nomeado, na última quarta-feira (13/06), pelo governador, após ser o mais votado da lista tríplice do TJ-AM. Délcio figurou ainda como o mais votado na eleição promovida pela Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Amazonas (OAB-AM), no dia 26 de maio, para formação de lista sêxtupla a ser submetida à Corte Estadual.

Durante a solenidade ocorrida no auditório do TJ-AM, bairro Aleixo, zona centro-sul de Manaus, o governador Amazonino Mendes destacou que o Tribunal de Justiça se enriquece com a escolha do novo magistrado. “Délcio é um homem que tem uma enorme experiência no exercício da advocacia. Ele pontificou aqui, sobretudo os processos de caráter eleitoral, mostrando muita erudição, competência e muita capacidade. De tal sorte que, independentemente do fato de ser ter sido o mais votado e de ter sido escolhido na lista sêxtupla por unanimidade por todos os magistrados, ele é merecedor em razão dos méritos intelectuais e morais e éticos. O tribunal se enriquece por isso”, comentou o governador.

O mais novo desembargador agradeceu aos colegas advogados e magistrados pela escolha e disse que vai honrar a advocacia, em prol de uma sociedade amazonense mais justa. Ele informou que atuará Câmara Cível do TJ-AM. “Espero dignificar e honrar a advocacia e o Tribunal distribuindo justiça a toda a sociedade, na qualidade de servidor. Hoje, tomei conhecimento que fui designado para a segunda Câmara Cível. Estou pronto para trabalhar, não importa se seja na Câmara Cível ou Criminal, o que importa é trabalhar em prol de uma justiça e de uma sociedade”, disse o desembargador.

Com a escolha de Délcio Santos, o Tribunal completa o seu quadro de desembargadores, dando cumprimento à Lei Complementar 126/2013, que elevou de 19 para 26 o número de membros da Corte Estadual amazonense. Das sete vagas criadas pela Lei, duas foram destinadas a preenchimento pelo quinto constitucional – uma para o Ministério Público do Estado e outra – a que será ocupada por Délcio – para a classe dos advogados, conforme o previsto no art. 94 da Constituição Federal.

Délcio Santos tem 53 anos, é natural do Rio de Janeiro e graduou-se em Direito na Universidade Estácio de Sá (RJ), em 1995.

FOTO: CLÓVIS MIRANDA/SECOM