Novo secretário de saúde do Amazonas faz reunião nos principais hospitais

Em seu primeiro dia à frente da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), o novo titular da pasta, Orestes de Melo Filho, esteve nos dois principais prontos-socorros da cidade – o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na zona centro-sul, e o HPS João Lúcio Machado, na zona leste.

Acompanhado da equipe técnica, Orestes reuniu-se com os gestores das duas unidades, para fazer uma espécie de check list das principais demandas. “Já fizemos muito desde que chegamos à Susam, em outubro do ano passado, mas ainda temos ações a realizar. Estou conversando com os gestores e trouxe a equipe técnica, para a gente ver, no detalhe, o que está faltando ser feito e, com um olhar mais interno, ver como está a funcionalidade das unidades”, disse Orestes, que estava acompanhado da secretária Executiva da Capital da Susam, Joselita Nobre, do diretor da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), Olavo Tapajós, e da equipe de engenheiros do órgão.

Nas unidades, o secretário foi conferir o funcionamento dos tomógrafos consertados na semana passada e as obras que estão em andamento. O HPS João Lúcio, por exemplo, está passando por uma série de obras para melhorar os ambientes. No 28 de Agosto, avançam as obras da cozinha que está sendo completamente reformada e em outros ambientes. Orestes aproveitou para discutir com os gestores a execução de medidas planejadas, como a ampliação de leitos de apoio para desafogar os prontos-socorros. “Fizemos um planejamento para, nos 15 meses de governo, consertamos o que encontramos sem funcionamento. Agora, nesses quatro meses, vamos intensificar os trabalhos para concluir tudo o que está planejado”, afirmou o secretário.

Entre as metas a serem concluídas, segundo ele, está a entrega da segunda etapa do HPS Zona Norte, que deve acontecer, no máximo, até novembro. Também devem ser entregues, nesse período, as Unidades de Pronto Atendimento da Cidade Nova e de Itacoatiara e o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) de Santo Antônio do Matupi, em Manicoré.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SUSAM